Centro da Juventude em São Vicente recolhe materiais escolares

4/09/2015 08:58 - Modificado em 4/09/2015 08:58
| Comentários fechados em Centro da Juventude em São Vicente recolhe materiais escolares

campanha ajudarCampanha para a recolha de materiais escolares é desenvolvida por voluntários do Centro da Juventude em São Vicente, cujo objectivo é beneficiar as crianças do Centro Orlandina Fortes na Ribeirinha. Alveno, um dos promotores do projecto, apela à adesão da sociedade civil e defende que a educação é a chave do sucesso e de preferência com dignidade.

Alveno, voluntário do Centro da Juventude e também Emília, voluntária residente na Polónia, decidiram desenvolver o programa com a finalidade de ajudarem as crianças carenciadas. A voluntária está em São Vicente para a realização de um workshop de fotografia e já trouxe alguns materiais escolares. Assim, Alveno apela à sociedade mindelense para abraçar o projecto e diz que “se conseguimos alguns materiais da Polónia, temos de viabilizar o projecto a nível local”. Estes voluntários, entre outros, lançaram a proposta à coordenação do Centro da Juventude em São Vicente, este aceitou e já está a decorrer a campanha para a recolha de materiais escolares.

A campanha é uma forma de promover a participação da sociedade e contribuir para um futuro mais risonho para essas crianças. Uma vez que há crianças que todos os anos ganham uma mochila nova, porque não doar a antiga? É esta questão que se quer despertar nas pessoas, diz Alveno. Este relembra ainda que “os materiais podem ser reutilizados pela comunidade mais carente e as crianças recebem com satisfação, porque não vão levar os livros em bolsas de plástico e vão ter algum material escolar que irá fazer toda a diferença”. Alveno frisa ainda que o desenvolvimento de São Vicente não depende só de alguns, mas sim da sociedade civil e esta pode participar mais.

O Facebook é a ferramenta utilizada para a mobilização da campanha, “porque é uma rede utilizada por muitos e que nos permite uma participação mais abrangente visto que o nosso objectivo é recolher o maior número de materiais, porque temos a consciência que não conseguimos suprir à carência na totalidade, mas podemos ajudar” assegura Alveno. Todavia, um dos propósitos é fazer com que esta campanha tenha novas fases de recolha e que tenha continuidade.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.