Fred faz encher barragem do Canto de Cagarra: temos barragem e temos água

2/09/2015 08:26 - Modificado em 2/09/2015 14:12

A enchente da Barragem do Canto de Cagarra, entre outras barragens, parece dar razão a JMN e atirar por terra o canto dos Velhos do Restelo que começa pela estrofe “temos barragens, mas não temos água”.

A barragem do Canto de Cagarra na Garça, Santo Antão, encheu com as chuvas provocadas pela passagem do furacão Fred pela ilha. Desde a sua inauguração, em Novembro de 2014, que não tinha recebido uma gota de água. E as esperanças da barragem encher tão rapidamente eram do domínio dos desejos, visto o divórcio das chuvas com a zona da Garça nos últimos tempos. O rastro do furacão Fred conseguiu inverter essa situação em poucas horas. Com o anúncio da passagem do furacão temia-se muito pelo que poderia acontecer nas zonas altas, em particular em Santo Antão. Mas a natureza não dá saltos e o furacão transformou-se em tempestade tropical e, como nos últimos 120 anos, passou e seguiu o caminho que sempre fez. No Atlântico, os furacões mais intensos e destrutivos geralmente começam como ondas tropicais que viajam a partir da costa leste da África, perto do Senegal, para as ilhas de Cabo Verde.

Normalmente, quando as tempestades tropicais que acompanham estas ondas começam a organizar-se e a formar uma tempestade tropical, já deixaram as ilhas, dirigindo-se para o oceano. Até ao momento, não há registo de qualquer tempestade tropical que se tornou num furacão antes de atingir as ilhas em todo o arquipélago de Leste a Oeste. E assim se manteve o registo: a natureza não dá saltos. E, desta vez, trouxe alegria às zonas interiores e montanhosas, apesar dos estragos nas zonas planas. Na página do Facebook, o primeiro-ministro reflecte esta realidade: “Hoje de manhã, fiz a Reunião Interministerial para analisar a situação do país após a passagem do Furacão Fred. Há alguns estragos, mas houve também muita chuva. As barragens e os diques de captação estão a encher-se de água, houve recarga dos lençóis freáticos e o pasto está praticamente garantido. Constata-se, agora, a grandeza e a importância estratégica dos investimentos feitos na infra-estruturação do meio rural, particularmente na mobilização da água. Só deste modo teremos um desenvolvimento sustentável e sustentado de todo o país. Estamos no bom caminho. “A enchente da Barragem de Cagarra, entre outras, parece dar razão a JMN e atirar por terra o canto dos velhos do Restelo que começa pela estrofe “temos barragens, mas não temos água”.

A barragem de Canto de Cagarra é uma infra-estrutura cuja construção se enquadra no objectivo nacional de mobilização e exploração sustentável dos recursos hídricos com vista à modernização da agricultura irrigada, como suporte da melhoria das condições de vida das populações e da dinamização das actividades económicas no vale da Garça.

O financiamento inicial de 575 mil contos, foi mobilizado no âmbito da linha de crédito com Portugal e as obras ficaram concluídas num prazo de aproximadamente dois anos.

A barragem tem uma albufeira que comportará um volume de 418 mil metros cúbicos de água numa extensão de 84 mil metros quadrados.

Tem uma altura máxima de 30 metros, 25 metros até ao descarregador, cem metros de comprimento do coroamento por quatro de largura.

A construção dessa infra-estrutura e das aduções para irrigação no vale da Garça vão permitir valorizar as terras agrícolas nas zonas periféricas da barragem, prevendo-se que 55 hectares de terreno (área correspondente a cerca de 55 campos de futebol), actualmente de sequeiro, passem a ser irrigados com recurso à água mobilizada em Canto de Cagarra.

Barragem

  1. Jailson Costa

    Pelo menos coloquem uma foto da baragem (mesmo os antigos), essa foto acima é de outra baragem em outra ilha.

  2. PM

    Muito boa tarde!
    Fico muito contente com o facto da barragem estar cheia. No entanto, não posso deixar de mostrar a minha estranheza por não perceber se é por um lado uma noticia, ou se é um artigo de opinião.
    Apostaria na segunda opção.
    Acho de uma infecidade um artigo de opinião mascarado de notícia.

    Obrigado pela oportunidade

  3. É muito bom ver as barragens cheias.Se cada ano houvesse um furacão dessas mas sem estragos, Cabo Verde teria outro indice de desenvolvimento.

  4. Ao PM

    ao que assina PM . entaõ isso é um artigo de opinião ? Vc deve estar a usar lentes trocadas . Vejo um artigo , onde estão inseridas opiniões de outras pessoas , inclusive do primeiro ministro . Do resto sá lei factos . Não é um facto que o oposição diz que temos “barragens e não temos aguas “. Não é facto que as pessoas que pressagiam a desgraças ficarm conhecidas como Velhos do Restelo . è opinião os numeros sobre a barragem ? Dizer que a enchente das barragens parace dar razao ao JMN de acordo com o post dele no FB que é citado no artigo é opinião ? PM podes não ter gostado do artigo pk achas que os factos mostram que o Govreno ao optar pela construçao de infra-estruturas nas zonas agricolas andou bem e contra as criticas da opisão que diziam ” temos portos, naºao temos , barcos , temos estradas não temos acrros, temos agua , mas noa temos barragesn . E este aspecto que não queres debater e te escondes num artigo que no teu entender e´de opinião e por isso não devia ser publcado.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.