Electra Norte preocupada com a situação, apela maior prevenção sobretudo nas ligações clandestinas

1/09/2015 08:21 - Modificado em 1/09/2015 08:21
| Comentários fechados em Electra Norte preocupada com a situação, apela maior prevenção sobretudo nas ligações clandestinas

luzDada a tempestade do furacão Fred e das possíveis consequências, o director de distribuição de transporte de energia e água da Electra Norte, Ricardo Martins apela às pessoas para terem maior cuidado com a electricidade, sobretudo as pessoas com ligações clandestinas.

As instalações de energia eléctrica são, obviamente, um dos sectores afectados pelas tempestades podendo ocorrer situações de incêndio ou de electrocussão. Dada a situação que as ilhas do Norte do país vivem devido à tempestade tropical Fred que originou um furacão com ventos de 75 milhas por hora, 120 km por hora, a Electra Norte mostra preocupação em relação à realidade que se vive nas ilhas afectadas.

A Electra Norte tem vindo a acompanhar a situação da tempestade que se faz sentir. Ricardo Martins, director de distribuição e transporte de energia e água da Electra Norte, garante que as equipas estão em alerta para eventuais situações.

Para o responsável, a situação poderá afectar as instalações, pois em Cabo Verde, algumas zonas já foram afectadas com cortes de energia por causa dos ventos fortes, nomeadamente Santiago, em particular, grande parte do Conselho de Santa Cruz e as zonas altas do Tarrafal.

Martins alerta as pessoas para adoptarem medidas de prevenção e terem maior cuidado com os fios condutores de electricidade, primarem pela segurança, pois podem ocorrer quedas de fios de electricidade, pelo que devem evitar tocar nos fios no chão e não se aproximarem deles.

O director mostra ainda preocupação em relação às redes de ligação clandestinas, alertando as pessoas para as consequências evitando situações indesejáveis. O mesmo chama a atenção das pessoas para primarem pela segurança visto que em caso de acidentes, a Electra nada poderá fazer.

No caso de São Vicente, o mesmo garante que a equipa de emergência se encontra em alerta, mas apela à colaboração da população e nos casos de situações de emergência, contactar através do número 232 44 33.
Neste sentido, Martins pede ainda às pessoas para não bloquearem a linha e contactarem apenas em casos de situações de maior emergência.

As ilhas de São Nicolau, São Vicente e Santo Antão são as que inspiram maiores preocupações tendo em conta o vento e as chuvas previstas durante a noite desta segunda-feira.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.