Pré-campanha “arranca” com foco nas Câmaras Municipais

28/08/2015 08:00 - Modificado em 28/08/2015 08:00

votoApós os festivais musicais, surgem os festivais das “bocas de pré-campanha” entre os ventoinhas (MPD) e os tambarinas (PAICV). Por enquanto, a UCID ainda não entrou no baile . Nesta guerra  as baterias estão centradas nas câmaras municipais .

À Câmara do Sal é atribuída nota negativa pelo Vice-presidente da Comissão Política Regional do PAICV e 1º Secretário do sector dos Espargos, que assegura que a CMSL está estagnada e faz uma mera gestão do dia-a-dia. O Edil da Câmara da Praia, Ulisses Correia e Silva é criticado pela deputada do PAICV, Nilda, que questiona “o que é que Ulisses Correia e Silva fez na capital para que possa indubitavelmente recomendá-lo como principal governante de Cabo Verde durante cinco anos?”. A deputada enumera ainda uma lista das promessas feitas pelo autarca que não foram cumpridas com excepção do Concelho da Juventude, porém, inoperante. A deputada Nilda diz ainda à RCV que “todas as promessas feitas aos jovens são hoje letra morta”.

Sempre na senda das acusações políticas, José Freitas de Brito, Presidente da Câmara do Tarrafal de São Nicolau, em nota de imprensa reage às acusações feitas pelo chefe do PAICV, António Fortes, afirmando tratar-se de calúnias que terão de ser provadas. José Brito diz que “o chefe do PAICV em São Nicolau vai ter de provar todas as acusações contra a minha pessoa. Chega de politiquice, leviandade, de ataques a pessoas numa luta desenfreada apenas para se atingir fins eleitorais”. O Edil qualifica essas acusações como desorientação do PAICV e da sua liderança e que estão preocupados com o sucesso que foram as festas do 10º aniversário do Município que “tiveram uma avaliação muito positiva por parte dos munícipes”.

No ano pré-eleitoral a “chuva” de críticas e de acusações entre os partidos tem sido habitual, onde cada um “puxa a brasa para a sua sardinha”. Contudo, a um ano das eleições autárquicas e das legislativas, não é preciso ter bola de cristal para prever o “bate boca político”.

  1. Francisco andrade

    pelo menos o Ulisses retirou as vendedeiras das ruas,algo que o Filú não conseguiu fazer. E o UCS corrigiu os erros deixados pelo Filú. Em SV o Dr Augusto inaugurou no dia 1 de junho um Centro para crianças com paralisia infantil em Canalona ( Cha de alecrim), além de a CMSV continuar a apoiar as propinas no Secundário e na Universidade ( 50%), sendo que a propina da universidade não é responsabilidade da CMSV. Quanto ao edil Freitas, levou o PR JCF a uma localidade isolada e está fazendo tudo para que a população tenha uma escola primária em condições.

  2. Elvis

    Por mais que o PAICV tenta tapar o sol com a peneira, mas esta campanha vai ser centralizada no DESEMPREGO E ECONOMIA QUE NÃO CRESCE….Ai que Pena que a Ministra deste problema, desemprego ta fugindo do problema…não vale a pena tentar..O problema de CV é a corrupção da maquina do estado…Desemprego Generalizado, Economia que não cresce, provocando pobreza e falta de liberdade..Por isso toca disco diferente…um certo desorientação por parte de alguns que não querem perder o tacho..

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.