A Liga Espanhola começou mas perdeu… as musas

25/08/2015 09:52 - Modificado em 25/08/2015 09:52
| Comentários fechados em A Liga Espanhola começou mas perdeu… as musas

ligaespanhola1Começou no passado fim-de-semana a Liga Espanhola, sempre pincelada pela qualidade daqueles que são, provavelmente, os dois melhores jogadores do Mundo da atualidade: Lionel Messi, no Barcelona, e Cristiano Ronaldo, no Real Madrid.

Há, porém, diversas novidades nos plantéis dos emblemas espanhóis e saídas muito importantes, que se fazem sentir igualmente na galeria de musas da Liga Espanhola, no que diz respeito às mulheres e namoradas dos jogadores.

O Real Madrid é, seguramente, a equipa com ausências mais ilustres no que a musas diz respeito. Irina Shayk, Lena Gercke, Sara Carbonero e Lucía Villalón deixaram de ser… merengues. Por diferentes motivos.

Enquanto Irina Shayk e Lena Gercke terminaram as suas relações com Cristiano Ronaldo e Sami Khedira, respetivamente – o médio alemão, de resto, rumou à Juventus -, já Sara Carbonero continua ao lado de Iker Casillas mas… no FC Porto. A também jornalista Lucía Villalón deixa esta galeria, uma vez que Chicharito Hernández regressou ao Manchester United.

Já no Atlético de Madrid, os adeptos vão sentir a falta de Mario Suárez e, automaticamente, da esplendorosa Malena Costa, agora destaque na série A italiana.

Também na Grécia há destaque para Elisabeth Reyes, a deslumbrante esposa de Sergio Sánchez, antigo jogador do Málaga que, agora, veste as cores do Olympiakos, emblema orientado pelo português Marco Silva.

Finalmente no Barcelona, há a lamentar as perdas de Nuria Cunillera (Xavi) e Karol Martín (Pedro), que também mudaram de ares. Qatar e Inglaterra são os novos destinos das musas blaugranas.

 

abola.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.