Lançada a 1ª pedra do projecto de requalificação do jardim infantil Daniel Monteiro

14/08/2015 09:07 - Modificado em 14/08/2015 09:07
| Comentários fechados em Lançada a 1ª pedra do projecto de requalificação do jardim infantil Daniel Monteiro

daniel_monteiro1A Câmara Municipal da Ribeira Brava lançou, esta terça-feira, dia 11, a primeira pedra do projecto de requalificação do antigo edifício do jardim infantil Daniel Monteiro.

Há muito que a edilidade tinha esse objectivo mas estava à procura de parceiros para o efeito, uma vez que a requalificação está orçada em cerca de oito mil contos.
Há poucos meses, foi conseguido, junto da ONG Amigos do Paúl, um financiamento de 50 por cento, aquando da última deslocação do Presidente à Holanda.

Para além deste financiamento, a edilidade da Ribeira Brava já conseguiu parte dos outros 50 por cento junto da Organização Não Governamental, Tavola Valdese, através da OMCV-Itália em cerca de 25 mil euros.

Para o acto de lançamento da primeira pedra, está na Ribeira Brava a Presidente da ONG, Maria Teresa Segredo e a vice-presidente da OMCV-Itália, Seleni Moisés, que representa também a Tavola Valdese.
A requalificação vai manter a estrutura original do edifício conservando a traça arquitectónica e de forma contígua serão construídos alguns compartimentos de forma a dar resposta às funcionalidades do jardim infantil.

Nas suas intervenções no acto de lançamento da primeira pedra, as representantes dos co-financiadores são unânimes quanto à necessidade e prioridade de se apoiar a Educação no País, razão pela qual, assim que tomaram conhecimento do projecto, fizeram de tudo para apoiar a autarquia.

Aproveitaram a ocasião para manifestar a disponibilidade de apoiarem mais projectos na Ribeira Brava e em São Nicolau, ao mesmo tempo que apelaram à comunidade na diáspora a estar sempre voltada para o desenvolvimento de Cabo Verde nas várias vertentes.

O presidente Américo Nascimento, por seu turno, agradeceu toda a disponibilidade das ONG em apoiarem este projecto, pois a vontade de fazer muitas vezes fica dependente das condições financeiras mas “com esse djunta-mon, estamos em condições de avançar com este desiderato há muito pretendido e reivindicado pela população”.

O jardim Daniel Monteiro foi edificado em 1976 e por lá passaram várias cidadãs e cidadãos deste Concelho que hoje são mulheres e homens representando, conforme lembrou o edil, os ganhos da Independência Nacional e o contributo de Daniel Monteiro que se empenhou fortemente na causa e que veio a falecer em 1974.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.