Para o MpD o Governo está a esconder algo no Projecto ‘Casa Para Todos’

13/08/2015 09:30 - Modificado em 13/08/2015 09:30
| Comentários fechados em Para o MpD o Governo está a esconder algo no Projecto ‘Casa Para Todos’

Casa Para Todos BVEm comunicado, o Movimento para a Democracia afirma que o “Governo está claramente a esconder algo no programa “Casa para Todos”. Isso mesmo ficou claro ontem à noite, no programa “A Entrevista” da TCV, em que o convidado foi o Ministro Antero Veiga”.

O Comunicado assinado por Luís Filipe Tavares, vice-presidente do MpD, declara que durante a entrevista, o Ministro tentou manipular a informação enganando a sociedade civil quando não assumiu as dívidas que o Governo tem com as empreiteiras e as subempreiteiras de construção civil. “Admitiu, porém, que afinal há facturas por pagar na ordem de 1,9 milhões de contos às empresas”.

“Questionado sobre a razão da não disponibilização ao MpD do estudo de viabilidade económica e financeira, o Ministro respondeu assim: “se fosse o MpD, ele daria o seu Programa Eleitoral?”. Esta “gafe” monumental que surpreendeu os telespectadores, demonstra bem, se dúvidas houvesse, qual é o objectivo que o Governo tem com o projecto “Casa Para Todos”: condicionar os cidadãos e tirar dividendos políticos e/ou eleitoralistas na próximas eleições”, como acrescenta Filipe Tavares.

Para o partido, o Governo não se importa com a sustentabilidade financeira do projecto, mas simplesmente conseguir os votos que poderá dar ao partido que o suporta, o PAICV. “Em democracia e num Estado de direito, esta prática é, simplesmente, inaceitável e, como tal, condenável”, reitera.

Lê-se ainda que o Ministro, durante a entrevista, se esquivou de perguntas remetendo o assunto para o IFH e o seu presidente. “A responsabilidade política é, toda ela, do Governo e o executivo deverá assumi-la na plenitude, sem passar a bola aos outros”.

Para Luís Filipe Tavares, se o projecto estivesse a correr bem “como é que se explicaria a mega campanha publicitária, cujo montante de financiamento o Ministro não soube precisar, que o Governo mandou fazer para tentar vender os apartamentos da classe B e C e que não encontram interessados na aquisição por causa da má qualidade dos apartamentos, quando comparada com o custo de venda dos mesmos?”. E ainda questiona que se o IFH está a ter problemas de tesouraria, quem é que tem financiado esta campanha?

Para finalizar o comunicado escreve: “No que concerne à gestão do “Casa Para Todos”, a política do Governo resume-se, infelizmente, a isto: que o último que sai apague a luz e feche a porta!”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.