Cova de Inglesa: Banhistas apelam pela colocação de nadadores-salvadores

4/08/2015 08:33 - Modificado em 4/08/2015 08:33
| Comentários fechados em Cova de Inglesa: Banhistas apelam pela colocação de nadadores-salvadores

nadador salvadorA praia da Cova de Inglesa em São Vicente não é vigiada por nadadores-salvadores, uma situação que tem vindo a suscitar queixas por parte dos banhistas que apelam à colocação de vigias.

A época do Verão iniciou e, até agora, algumas praias não dispõem de nadadores-salvadores. É o caso das praias do Lazareto e da Cova de Inglesa.

A praia da Cova de Inglesa tem sido uma das praias mais procuradas na ilha de São Vicente, embora não existam nadadores-salvadores. O mesmo acontece na Praia do Lazareto uma outra praia próxima de Cova de Inglesa.

Os banhistas acreditam que a presença de vigias nas praias faria com que as pessoas ficassem mais seguras. Uma outra revindicação é a desordem na praia. As crianças dividem o espaço com adultos quando esses deveriam banhar-se no local próprio para adultos.

Carciana uma das frequentadoras da praia considera que há necessidade de haver profissionais nadadores, uma vez que a praia é bastante frequentada. A entrevistada reside na zona de Campim e diz que a praia está próxima da sua residência, é uma praia que todos gostam e que, ultimamente, tem atraído muitas pessoas, de modo que se sente a necessidade da presença de nadadores-salvadores.

Simão, outro banhista, considera a praia da Cova de Inglesa muito extensa e não entende como é que uma praia muito solicitada não disponha de profissionais salva-vidas.

Marcos diz que é urgente a presença de nadadores-salvadores nas praias da Cova de Inglesa e do Lazareto, sobretudo, na época balnear em que as praias são mais frequentadas.

Os moradores das zonas mais próximas como Dji d´Sal e Campim dizem estimar a praia, pois é uma praia onde se sentem “mais à vontade e suave”. Os entrevistados disseram ao NN que a praia da Cova de Inglesa merece a atenção das autoridades, pois encontra-se abandonada.

A praia é diariamente frequentada pelas pessoas que ali perto residem, incluindo crianças que dizem ter sido a praia onde iniciaram a dar o primeiro mergulho. Os banhistas entendem que se justifica a presença de nadadores-salvadores na praia para garantir a segurança das pessoas, pois é uma praia solicitada e frequentada por várias crianças não acompanhadas pelos pais.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.