Reino Unido quer deixar de ser «refúgio seguro» para imigrantes

31/07/2015 09:05 - Modificado em 31/07/2015 09:05
| Comentários fechados em Reino Unido quer deixar de ser «refúgio seguro» para imigrantes

Britain's Prime Minister David Cameron, speaks at a press conference, Wednesday, July 29, 2015 at the Istana, or Presidential Palace, in Singapore. Cameron is in the city-state for two days as part of his tour of South-east Asia that will take him to Indonesia, Malaysia and Vietnam. (AP Photo/Joseph Nair) Singapore Britain

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, prometeu, esta quinta-feira, expulsar os imigrantes indocumentados para que o Reino Unido deixe de ser um «refúgio seguro».

O chefe do gabinete britânico, que falava no Vietname, uma das quatro etapas da visita de trabalho ao sudeste asiático, descreveu os refugiados como um «enxame» e prometeu destacar mais 120 polícias para o túnel da Mancha, que une a ilha ao continente europeu.

Esta semana foram mais de 3500 as tentativas de atravessar as barreiras de Calais, em França, que dão acesso ao túnel e, ao longo do mês de julho foram nove as pessoas que perderam a vida a tentar atravessar a vala.

David Cameron aproveitou também o ensejo para prometer mais dez milhões de libras para o reforço das barreiras da Mancha.

abola.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.