Assalto no armazém do Mindel Hotel foi feito por um grupo organizado

22/07/2015 06:24 - Modificado em 22/07/2015 06:24
| Comentários fechados em Assalto no armazém do Mindel Hotel foi feito por um grupo organizado

assaltoNelson Lobo, um dos responsáveis do Mindel Hotel referiu ao NN que o roubo dos produtos do armazém do Hotel na Ribeira de Julião terá sido realizado e planeado por um grupo organizado. Os danos e os prejuízos rondam cerca de 1500 contos.                                                                              

Na madrugada da passada quinta-feira 15, por volta das 2 horas da manhã, a PN terá alertado os responsáveis do Mindel Hotel que o armazém situado na zona da Ribeira de Julião foi assaltado.

Testemunhas oculares teriam avistado pessoas a entrarem no armazém. Para além de vários danos, foram subtraídos diferentes objectos de valor significativo.

Conforme Nelson Lobo, os assaltantes levaram mais de uma centena de garrafas de vinte litros de aguardente velha, vários bidões de 200 litros de aguardente nova, quatro pneus de veículo BMW, mais um pneu tipo todo o terreno, quatro altifalantes de veículo, um suporte e todo o sistema de rádio de um veículo novo, danificaram a porta de um veículo, tentaram partir os vidros de uma das viaturas. Os assaltantes ainda tiveram tempo para desmontar um motor de camião da marca Mercedes.

Não se sabe como é que os assaltantes tiveram acesso ao local, mas sabe-se que ao se deslocarem ao local encontraram os dois portões do armazém abertos, o exterior e o interno.

O isolamento da zona e a falta de iluminação terão contribuído para facilitar o assalto. Nelson Lobo acredita que os assaltantes terão utilizado uma máquina para o levantamento do camião a fim de poderem extrair o motor. Tudo indica que o trabalho terá sido realizado por um grupo organizado com experiência, “porque transportar bidões de 200 litros não é uma tarefa fácil, não se consegue realizar o trabalho em pouco tempo”.

O responsável diz ainda não conseguir avaliar os prejuízos, mas que ascendem aos 1500 contos. Para os responsáveis, os assaltantes pertencentes a um grupo organizado planearam o assalto de modo a perpetuá-lo durante alguns dias, pois tiveram tempo de desmontar completamente o motor do camião, uma tarefa que requer alguns dias de trabalho.

Embora já se tivessem registado várias tentativas de assalto ao local, esta é a primeira vez que os assaltantes conseguiram entrar no local. O mais estranho é que o armazém dispõe de um segurança mas que no momento não se encontrava no local e está incontactável, mas não se sabe se houve ou não cumplicidade.

O caso está a ser investigado pelas autoridades policiais. Lobo acredita terem elementos suficientes para chegarem aos responsáveis do crime, de modo que espera que diligências sejam feitas o mais rapidamente possível e que os responsáveis do crime sejam identificados.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.