Rússia quer trazer de novo os Romanov e voltar a ser o país dos czares

21/07/2015 17:18 - Modificado em 21/07/2015 17:18
| Comentários fechados em Rússia quer trazer de novo os Romanov e voltar a ser o país dos czares

czaresPutin quer recuperar a grandeza imperial e convidou a família real a regressar. Existem dois pretendentes ao trono russo.

Vladimir Petrov. É este o nome do membro do governo de Putin encarregado de restaurar a monarquia na Rússia. As ordens para que Petrov se encontrasse com os descendentes da última família imperial chegaram diretamente do presidente, que espera que os Romanov regressem ao país com um “estatuto especial”, até porque a Rússia está a atravessar “um difícil processo de restauração da sua grandeza e os Romanov não podem ser excluídos deste processo”.

Palavras de Petrov, que poderiam ser as de Putin. As intenções do presidente já foram vistas como uma tentativa de agradar às massas e uma forma de atacar o Partido Comunista. Mas o regresso dos Romanov não será um processo pacífico.

O trono está a ser disputado por dois nomes: a grã-duquesa Maria Vladimirovna, tataraneta do penúltimo czar da Rússia, Alexandre II, e o príncipe Dimitri Romanov, tataraneto de Nicolau I, imperador da Rússia e rei da Polónia. Estes são os descendentes do último czar russo, Nicolau II, forçado a abdicar depois da revolução de 1917. A família imperial viveu aprisionada desde essa altura até julho de 1918, quando foi levada para Sibéria e executada no porão de uma casa.

dn.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.