Fim dos “jobs for the boys” para cargos de direcção superior

17/07/2015 08:15 - Modificado em 17/07/2015 08:39

JOBSOs boys que conseguiam os jobs  de chefia apenas com o cartão militante  ou  por cunha do paizinho ou da titia não vão gostar desta notícia.

 

Os cargos de direcção superior em Cabo Verde – directores nacionais, directores gerais e equiparados -, vão passar a ser recrutados por concurso público e não por escolha directa do membro do Governo que tutela o sector ou órgão. Esta medida aprovada pelo Conselho de Ministros da última quarta-feira, alterou o regime da função pública em que o membro do Governo escolhia as pessoas para ocupar os cargos de direcção superior. Na prática, significa “uma machadada” na principal fonte de abastecimento dos “jobs for the boys”. Visto que é sabido que esses cargos são ocupados não na base da competência, mas sim da confiança política e familiar. As críticas a essa forma de recrutar pessoas para os cargos de direcção superior fazem-se ouvir há muito tempo.

O próprio PAICV que sustenta o Governo tinha anunciado há quinze anos, quando chegou ao Governo, medidas para despartidarizar a administração pública. Tudo indica que esta medida é um começo de um caminho longo que visa aproximar o país às soluções normativas seguidas pela generalidade dos Estados Membros da União Europeia, que optam, em regra, pelos referidos procedimentos de concurso.

O Governo diz também que a alteração está em linha com as recomendações feitas por instrumentos ou instituições internacionais, como é o caso da Convenção contra a Corrupção, adoptada pela Assembleia-Geral das Nações Unidas e por Cabo Verde.

 

  1. Queremos ver esta medida da teoria à prática.

  2. marks

    ha muito que ouço essa noticia, ate agora nada, muitos cargos de chefia tem sido ocupados sem nenhum concurso!!!
    nao acredito mais….

  3. Dedo no olho

    ess governo de PAICV ja monta estrategia como jas k t chance p proximas eleiçoês jas aprova lei. tont fi titio, compadre, e de amigos e militante partido k jas correga n colo ja ta basta. os proximos sem chance. ess merecia um certificado de corruptos.

  4. roxana aguilera

    estava o concurso em andamento para CA/HBS com 26 candidatos a # 27 Helena (Rotary Club) foi puxada por um mao di dentro e junto com a Sandra Vasconcelos PCA/HBS ,q NAO TEM especialidade nem em Gestiao em Saude ,nem ClinicaPaologica como afirmou a ministra forom INDIJITADAS por Decreto sem reparo ninhum ,x ambas ministras Cristinas ,!!! O salario ? 220 000 + mordomias e 198 000 +mordomias respeticvamente . Como se ve o Gov e’ o primeiro a permitir estes “Boys” . Vem sorpresas por ai !!!

  5. JAIR BARRETO

    O que se passa nesse Hospital, em qualquer parte do Mundo seria objecto de intensa inspecção. Trata-se de uma Instituição demasiadamente importante para essas duas mulheres, Inocêncio e Vasconcelos, estarem a fazer tudo menos gerir. Se a Ministra, sendo amiga, não v^, então onde está o Primeiro-Ministro? As queixas são demasiadamente grande para serem ignoradas. É por isto e mais algum que o PAICV vai perder, entregando de bandeja o Governo ao MPD mesmo sabendo que esse Partido será pior, pelo seu exemplo anterior. Paciência. Se a Jandira deixar tudo isto nas mãos do actual PM e não tentar fazer nada, então este Pais pode despedir-se.

  6. Mudanças para todos

    Você está falando sério !!! Eu gostaria de ver você implementar um processo de contratação e convidando seus candidatos para ser diretores ( executivos e não executivos) , PCA , ministro , eliminando o conflito com as posições em questão . Atualmente, cada um de seus diretores, PCAs ou ministros – eles têm , ao lado da posição oficial , várias posições como sendo um PCA aqui e presidente da xxx … lá, e memeber de bordo por lá. Isto mostra a falta de integridade, transparência , responsabilidade e conflitos na tomada de decisões . Nenhum deles está executando , monitorando ou proporcionando qualidade de trabalho: apenas política eo vencedor é quem pode falar mais alto.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.