Scapa acusa o Governo de tratar os empresários com indignidade

15/07/2015 08:07 - Modificado em 15/07/2015 08:07
| Comentários fechados em Scapa acusa o Governo de tratar os empresários com indignidade

Jorge Spencer LimaO Presidente da Câmara do Comércio Indústria e Serviços de Sotavento culpou o Governo pela ausência de empresários na visita oficial que o primeiro-ministro inicia quarta-feira à Guiné-Bissau.

Jorge Spencer Lima, SCAPA, disse à RCV que o convite para a classe empresarial acompanhar José Maria Neves “chegou tarde” e que, mesmo assim, os empresários tentaram seguir viajem, mas não encontraram lugares no avião da TACV, porque, “infelizmente, desde o momento em que fomos informados oficialmente da missão, contactámos a TACV para as reservas e fomos informados da indisponibilidade de lugares, uma vez que o gabinete do chefe do Governo bloqueou 35 lugares para os membros da comitiva e o avião-ATR só dispõe de 62 lugares”. O Presidente da Câmara do Comércio Indústria e Serviços de Sotavento considera que os empresários tiveram um tratamento indigno, pois no seu entender, “os políticos cabo-verdianos fazem discursos inflamados, mas na hora de actuarem, esquecem-se dos empresários que agora se rebelaram por falta de um tratamento digno e já não querem também efectuar a viagem à Guiné-Bissau”.

Para Spencer Lima, a ausência da classe empresarial em acompanhar o primeiro-ministro vai custar muito aos empresários que tinham oportunidades de explorar o mercado da Guiné-Bissau, mas também ao país.

O primeiro-ministro cabo-verdiano inicia esta quarta-feira uma visita oficial de quatro dias à Guiné-Bissau, inicialmente prevista para o mês passado, mas adiada a pedido das autoridades guineenses.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.