África Ocidental promove e apoia jornalismo investigativo

14/07/2015 08:18 - Modificado em 14/07/2015 08:18
| Comentários fechados em África Ocidental promove e apoia jornalismo investigativo

Jorna_lismoJornalistas da África Ocidental estiveram reunidos esta semana em Ouagadougou, no Burkina Faso, onde decidiram a criação do Centro Norbert Zongo (CENOZO) com o fim de promover o jornalismo de investigação na região

A criação do CENOZO foi bem acolhida por todos os países representados – Burkina Faso, Gana, Níger, Costa do Marfim, Senegal, Guiné-Bissau, Mauritânia, Nigéria, Gâmbia e Cabo Verde, escreve o ‘A voz’.

No encontro, foi ressaltado o papel que o centro terá no desenvolvimento dos países integrados e na eliminação dos constrangimentos que muitas vezes bloqueiam o livre exercício da profissão, como problemas de acesso às fontes, intimidação, falta de recursos financeiros, etc.

O objectivo é o de estimular a investigação sobre a corrupção, a má governação, o crime organizado e as violações dos direitos humanos nos países da África Ocidental o que irá passar também por promover a formação de jornalistas e editores, proporcionar assistência jurídica e apoio para a protecção dos jornalistas, fornecer subsídios a jornalistas que trabalhem matérias sobre corrupção e crime organizado, entre outros.

Cabo Verde está representado no conselho directivo do Centro através de Filomena Silva, directora do jornal ‘A Semana’.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.