Morte das crianças no Fogo: “Autoridades devem esclarecer para acabar com especulações”

14/07/2015 07:58 - Modificado em 14/07/2015 07:58
| Comentários fechados em Morte das crianças no Fogo: “Autoridades devem esclarecer para acabar com especulações”

investigação2Solidariedade e mensagens de força e coragem são dirigidas à mãe que perdeu três filhos em nove dias na ilha do Fogo. Mas também é uma exigência que as autoridades expliquem o motivo das mortes.

“Triste mesmo, consolação para esta mãe que deve ter uma dor que não acaba. Deus te dê força e coragem”, são as palavras de Sueli Mendes e da maioria dos internautas, onde se gerou uma onde de solidariedade a favor de Matilde Fernandes, uma mãe que viu falecer os três filhos, um de um ano e 2 gémeos com seis meses. “Esta mãe precisa de saber o que aconteceu aos seus filhos para que possa ter maior consolação”, dizem Lena e Tito que acrescentam que esta tragédia tem de ser esclarecida visto que “é uma notícia muito triste que está a abalar Cabo Verde”.

Para além das mensagens de pesar à Matilde, muitos questionam as causas da morte e pedem que as autoridades divulguem o resultado da autópsia. Algumas pessoas também acham estranho a morte das três crianças e apelam para que as autoridades esclareçam a sociedade para que possam ser afastadas especulações. “Tem-se que saber que tipo de doença matou as crianças e verificar se não passou para outras crianças que ainda não mostraram sintomas que podem vir a aparecer mais adiante. Há que saber ao certo o que aconteceu”, refere Emily.

Ainda há quem peça ao povo cabo-verdiano que se junte para ajudar não só esta mãe assim como os outros deslocados e relembra que ainda existem pessoas da Chã das Caldeiras que estão desalojadas, refere Luísa. Esta ainda comenta que “estamos a pagar o IVA para ajudar e ainda nada foi feito e, como agravante, uma mãe que está desalojada acaba de perder os seus filhos. A sociedade deve exigir mais dos seus políticos”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.