Festival Baía das Gatas: Mindelenses querem mais grupos nacionais

7/07/2015 08:45 - Modificado em 7/07/2015 08:45
| Comentários fechados em Festival Baía das Gatas: Mindelenses querem mais grupos nacionais

festival baíaOs mindelenses entrevistados por este online aprovaram o cartaz da 31ª edição do Festival Baia das Gatas , mas consideram que deveria haver mais presença de grupos nacionais de modo a valorizar e homenagear verdadeiramente os artistas cabo-verdianos.

A 31ª edição do Festival Baia das Gatas acontece nos dias 14, 15 e 16 de Agosto e tem como homenageados os artistas cabo-verdianos de diversas áreas. O cartaz está quase pronto faltando anunciar apenas mais dois grupos.
Ao palco da Baía das Gatas subirão diferentes grupos, nacionais e internacionais. A abertura do festival está à cargo da Orquestra Nacional, uma parceria entre a edilidade e o Ministério da Cultura.

Outros grupos que deverão animar o público são; Lisbon Street Banda, Gil Semedo, Puto Português (Angola), Jorge Aragão (Brasil) e Morgan Heritage (E.U.A) e ainda por confirmar os Livity, e  Nelson Freitas.

O NN saiu á rua para conhecer a opinião do público quanto ao cartaz musical apresentado pela organização da 31ª edição do Festival Baia das Gatas. Tratando-se do mais conceituado festival á nível nacional também vale a opinião do público que pretende participar do certame.

Aidê Pimentel, prefere acreditar que os grupos que deverão actuar no festival 2015 ainda não estão definidos, uma vez que até agora tem informação de apenas três grupos musicais e cinco internacionais. A mesma defende que “ a organização deve apostar na predominância de artistas nacionais, uma vez que se trata de um evento cultural, merecia mais presença de jovens artistas talentosos existentes no país”.

Arlindo Conceição diz estar agradado com os grupos convidados, mas espera que outros grupos locais venham a ser convidados, visto que o cartaz apresentado ainda se revela “muito pobre”.

A participação dos artistas locais é a preferência do público, diz Vera que considera que o cartaz “pouco atractivo” apesar do mesmo ainda estar sem concluir aguardando contactos com outros grupos conforme informou o vereador da Cultura, Humberto Lélis.

Eliana Sousa diz não ter visto o cartaz, mas tem conhecimento dos grupos que deverão actuar no Festival Baía das Gatas. A entrevistada diz estar “ completamente desiludida, porque existem vários outros artistas nacionais que merecem ser valorizados e homenageados pelas autoridades e nunca encontram oportunidades”.

“ Em anos de eleições já se sabe que os eventos culturais saem a perder “ explica Rogério Duarte. Para este cidadão o tempo entre a eleição e festival é curto para dar “todos expedientes” e fazer algo maior. Mas aprova o cartaz ,visto que a predominância de artistas da ilha, “os que têm feito bom trabalho”. Nelida Cruz também sente que é bom ver os artistas locais subirem no palco “ o que é um sonho para muitos”.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.