Relva sintética da Academia de Futebol Carlos Alhinho em mau estado

2/07/2015 08:13 - Modificado em 2/07/2015 08:13

20150107_161917Fundada em 2005 pelo futebolista cabo-verdiano Carlos Alhinho, a Academia de Futebol Carlos Alhinho, na cidade do Mindelo, encontra-se, neste momento, com o relvado sintético  degradado.

Situada ao lado do campo de futebol Adérito Sena no antigo polivalente “Evandro de Matos” que pertencia à antiga organização Juvenil JAAC que, após a abertura política ficou na posse da Câmara Municipal, a Academia de Futebol Carlos Alhinho tem como missão manter viva a memória do antigo internacional português.

De serviço público com carácter privado, a Academia de Futebol Carlos Alhinho no Mindelo está, neste momento, à procura de financiamento para a recolocação do relvado que se encontra bastante degradado. “É o privado que deve arcar com as despesas do espaço e não é fácil colocar relva naquele lugar”, explica Alexandre Alhinho, um dos responsáveis pela Academia.

Segundo Alexandre Alhinho, os responsáveis volta e meia estão aqui ou fora. “Um dos responsáveis esteve aqui há uns tempos atrás e informou-nos que têm estado à procura de financiamento para um novo relvado no campo, já que nesse espaço, há um campo com relva sintética e um polivalente em cimento.

Alhinho explica ainda que durante o funcionamento do campo, as crianças jogam nas zonas que estão menos degradadas e utilizam um espaço reduzido e não há nenhum problema nisso.

De acordo com Alhinho, a Câmara Municipal tem um acordo com os responsáveis da Academia por prestação de serviço e são estes que cuidam do espaço, “só que a empresa responsável pela colocação do relvado deu-nos uma garantia que o relvado teria uma durabilidade maior daquilo que teve e, a partir do sétimo, oitavo ano, começou a degradar-se e teve de ser remendado”.

“Esperávamos que durasse pelo menos uns doze ou quinze anos que foi a garantia que nos foi dada, mas não chegou ao “prazo” estabelecido devido à sua utilização e o sol foi o que contribuiu mais para a sua degradação”. E continua: “aqui não é a Europa onde têm Inverno durante nove meses. Aqui há 12 meses de sol permanentemente em cima deste tipo de superfície que desgasta a relva, degradando-a”.

A recolocação da relva envolve custos elevados e é só por isso que ainda está como está, garante Alhinho. E espera que a substituição ocorra agora nas férias para quando iniciarem as aulas, daqui a três meses, terem uma resposta sobre isso.

Carlos Alhinho faleceu há sete anos e a Academia que carrega o seu nome está empenhada em manter viva a sua memória.

  1. Julio Goto

    …o homem que trouxe o sabor do futebol Internacional para as Ilhas merece muito.
    A mais preciosa homenagem devia ser realizar o sonho do grande Godjaba .Carlos Alhinho.
    A Academia nao morreu com o Carlos ….E obrigacao dos Mindelenses manter o Alhinho entre nos e aqules que hao de vir no proximo futuro.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.