Helmer Fortes eleito Presidente do Fórum da Juventude da CPLP

1/07/2015 08:04 - Modificado em 3/07/2015 00:11
| Comentários fechados em Helmer Fortes eleito Presidente do Fórum da Juventude da CPLP

elmer1Helmer Fortes foi eleito, no último fim-de-semana, Presidente do Fórum da Juventude da CPLP, na sétima assembleia que decorreu na Guiné-Bissau, nos dias 26 e 27 de Junho. A assembleia esteve incluída no âmbito da primeira semana da juventude da CPLP, assim como no Fórum da Juventude e na agenda pós 2015. Fazem parte do Fórum da Juventude Cabo Verde, Angola, Guiné-Bissau, São Tomé, Moçambique, Portugal, Brasil, Timor-Leste e Guiné Equatorial ainda como observador.

“Para mim, é um orgulho enorme e uma responsabilidade acrescida presidir este Fórum. Temos uma relação quase umbilical com os países da lusofonia e é desafiante porque se fores ver no mapa, a língua portuguesa é falada nos quatro continentes e os países estão dispersos nos vários continentes. É um desafio enorme ser da CPLP, ser de Cabo Verde e presidir é um desafio que encaramos com muito entusiasmo”. Com esta afirmação Helmer mostra a satisfação e o desafio que tem pela frente pelos próximos dois anos de duração do mandato.

O Fórum já definiu o seu programa que Helmer classifica como rico. “Dentro deste plano estratégico, congregam-se as necessidades de todos os países membros. Definimos prioridades para o mandato”. E estas prioridades são a visão que Helmer tem para o Fórum.

São quatro os pontos prioritários. “Escolhemos a juventude, ponto que é transversal de todos os países, mais para a promoção da língua portuguesa no espaço lusófono”. A esta prioridade junta a educação, apostando na promoção de líderes e no que toca à educação e mobilidade dos jovens dentro do espaço lusófono. A igualdade de género é outro ponto prioritário. E o quarto é o emprego, “que é uma problemática transversal a todos e vamos tentar, juntamente com os Estados, identificar soluções que minimizam o flagelo”.

Na presidência do Fórum, espera agora contar com o Estado de Cabo Verde, com os órgãos públicos, com os privados e com a sociedade em si, assim como com os outros Estados “para tornar viável os nossos objectivos e as nossas actividades”.

Além do plano de actividades, o Fórum já tem definidos vários encontros de trabalho, “super importantes”, como diz Helmer, baseado nas prioridades definidas e aprovadas. Encontros que vão acontecer no Brasil, Timor-Leste, Moçambique. Um dos objectivos visa a retoma da escola Lusófona de Liderança com o intuito de formar líderes.

 

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.