UCID e MpD contra a revisão do Código Laboral, Janira defende a sua dama

1/07/2015 07:59 - Modificado em 1/07/2015 07:59

5-Janira-Almada-NGA UCID e o MpD posicionam-se contra proposta de lei que autoriza o Governo a proceder à revisão do Código Laboral e o PAICV é a favor.

O presidente da UCID, António Monteiro, considera que o diploma em causa vem retirar direitos adquiridos aos trabalhadores. “Não é retirando os direitos adquiridos aos trabalhadores que se consegue a dinâmica do emprego, mas este documento é penalizante para o trabalhador cabo-verdiano, sendo que a única situação que beneficia o empregado, é o regime das faltas justificadas, por isso, não concordamos com esta proposta de lei, mesmo que tenha sido discutida com os parceiros sociais”.

José Filomeno Monteiro, deputado do MpD, considera que o Governo foi ao Parlamento tentar passar sorrateiramente uma lei sem que as pessoas, por exemplo, entendessem porque é que se vai reduzir o pagamento de horas extras de 50 % para 30%. O deputado considera que “esta proposta de lei que autoriza o Governo a proceder à revisão do Código Laboral é um reconhecimento que o Executivo está errado e que vem, a seis meses do fim do mandato, corrigir o que fez mal durante 15 anos”.

O PAICV, através do deputado José Manuel Andrade saiu na defesa da dama do Governo considerando que “este Governo já deu provas mais do que suficientes que vai tomando medidas de acordo com as exigências do país. A cada momento há soluções novas, de acordo com as exigências e o interesse do arquipélago, resultando dos mecanismos institucionais, para que as coisas possam acontecer”.

Para além do apoio do camarada de partido à ministra da Juventude, Emprego e Desenvolvimento dos Recursos Humanos, Janira Hopffer Almada, considera que o diploma vai trazer “a melhoria da competitividade empresarial, o aumento da produtividade, a melhoria da empregabilidade dos cabo-verdianos, em particular da camada mais jovem à procura do primeiro emprego”.

Janira defende ainda que “apresenta-se como uma medida necessária e adequada ao prosseguimento de objectivos como a adopção de soluções legais que promovam a adaptação do direito do trabalho à evolução do mercado de trabalho, a promoção de medidas de flexibilidade do mercado laboral em articulação com a segurança no emprego e a promoção da criação do emprego apoiado na aprendizagem ao longo da vida”.

  1. ATENTO

    «Janira Hopffer Almada, considera que o diploma vai trazer melhoria da empregabilidade dos cabo-verdianos, em particular da camada mais jovem à procura do primeiro emprego» Disse e bem, mas na prática não é assim. O emprego está reservado as famílias, amigos e camaradas daqueles que estão no topo.

  2. antónio dos santos

    Desde que li este artigo tenho fartado de rir. E Porquê: pela guinada à direita que Janira quer conduzir o Paicv e, a oportuna pontuação da UCD a ocupar o espaço que o Paicv lhe oferece de bandeja. O Mpd a proposta lhe convêm, e a mim também como empresário. Gostaria de ver a cara do Julião Varela Sindicalista,agora apoiando medidas que retiram direitos aos trabalhadores, o mesmo que se fartou de incitar manifestações em prol da Classe trabalhadora. PAICV tornou numa esquerda de Caviar.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.