Tribunal de São Vicente manda para a cadeia jovens acusados de crime de motim

30/06/2015 08:00 - Modificado em 30/06/2015 08:00

prisao preventivaCinco dos seis jovens e adolescentes acusados da prática de crime de motim na zona de Espia vão ter de cumprir seis meses de prisão na Cadeia da Ribeirinha e ainda estão sujeitos a pagar uma multa de 4 mil escudos cada um. O outro jovem ficou absolvido por não se provar o envolvimento no crime de motim.

 

O Tribunal de São Vicente proferiu a leitura da sentença dos sete jovens entre os 16 e os 23 anos pertencentes às zonas de Espia e Ribeirinha acusados da prática de crime de motim na zona de Espia.

Os jovens terão provocado um grande tumulto com pedras, garrafas e tiros durante uma festa.

Ficaram provados que apenas cinco dos seis jovens estiveram envolvidos num distúrbio durante a decorrência de uma festa onde jovens da zona da Ribeirinha terão apedrejado uma casa onde vários jovens se encontravam num convívio.

Várias pessoas foram agredidas com pedras e garrafas e obrigadas a serem conduzidas ao hospital para receberem cuidados médicos. As portas e janelas da casa ficaram partidas, totalmente danificadas. Também a viatura da Polícia foi apedrejada pelos jovens na sequência da desordem que perturbou o sossego e o descanso dos vizinhos.

Dada a situação preocupante que tem vindo a assolar a ilha, o Tribunal entendeu, mais uma vez, mandar os jovens para a prisão onde deverão cumprir seis meses e ainda pagar uma multa de 4 mil escudos cada um.

A maioria dos arguidos é reincidente.

As autoridades policiais e o Tribunal de São Vicente têm vindo a tomar medidas mais firmes para travar a situação de violência aplicando penas de prisão para os infractores.

Outros jovens envolvidos em crime de motim na Praia de João Évora também foram condenados à pena de prisão.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  1. Eduardo Oliveira

    BRAVO !!!

    Reacção natural contra a desordem pùblica.

  2. Francisco andrade

    Esses jovens precisam de trabalho esforçado, além de pena de prisão.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.