Legislativas 2016: MpD e PAICV querem Veiga e Inocêncio na presidência da AN

29/06/2015 08:11 - Modificado em 29/06/2015 08:11

assembleia nacionalOs bastidores dos partidos políticos conheceram uma aceleração nos últimos dias tendo em mira o fecho da bolsa das especulações na constituição das listas dos candidatos a deputados. Isto porque estamos a pouco mais das legislativas de 2016 e “as coisas precisam de ficarem definidas”.

 

Do lado do PAICV, os cabeças de lista nos principais círculos eleitorais já estão definidos com mais ou menos problemas levantados. Embora os “jovens turcos” mantenham a luta para entrarem nos outros lugares das listas, em nome da renovação que defendem, e que não pode ser adiada.

No MpD as coisas não estão tão claras. Em Santiago, de acordo com um artigo do ANação, existe um “assalto dos jovens turcos” ventoinhas que consideram que chegou a hora do “render da guarda”. O que não é aceite de ânimo leve pelos ditos históricos ou que estão no lugar desde 1991 ou 1995. As “coisas” não estão claras em relação a São Vicente e Santo Antão, onde não se sabe ainda quem é o cabeça de lista por São Vicente. Isto, porque, segundo parece, Jorge Santos já terá aceite deixar Mindelo, onde foi cabeça de lista em 2012, e assumir o lugar em Santo Antão, sua terra natal. Resta saber quem assumirá esse lugar. Tudo indica que João Gomes tem os apoios, mesmo de sondagens onde surge em primeiro lugar, e trabalho feito o que o coloca bem posicionado. O maior problema é o querer “render a guarda” para os três lugares elegíveis.

 

Presidência da  AN

Se na composição das listas existem vários galos para os mesmos poleiros, o mesmo já não se pode dizer em relação aos nomes escolhido pelos dois partidos como futuros candidatos à presidência da Assembleia Nacional. No PAICV o nome de Manuel Inocêncio não merece qualquer contestação para o cargo. Quer pelo curriculum, quer pelo facto, em caso de vitória do tamabarinas, de estar afastada a possibilidade de Inocêncio voltar ao Governo. Assim, não sendo candidato presidencial, a porta para a presidência da AN é uma porta digna que se abre para uma reforma, também, digna da vida política em 2020.

O nome de Carlos Veiga para presidente do Parlamento, caso o MpD tenha maioria na próxima legislatura, não deveria merecer nenhum reparo internamente. Pelo contrário, deveria ser motivo de satisfação de toda a família ventoinha. Mas é conhecida a ingratidão que o MpD tem tido em relação ao seu fundador, quando este necessitava de gestos de reconhecimento e de gratidão. Veiga  sabe disso tem confessado essa mágoa aos mais próximos . Mas caso Veiga não se queira “chatear” com “as vozes de sempre” e não avançar como deputado num lugar elegível, quem fica a perder é o MpD.

  1. roxana aguilera

    que e’ isso !!!jajajaja!! Se inocencio fuera a eleiçoes PRIMARIAS ficaria PIOR q a Critina Fonte !!
    Os avances dentro do PAICV de el ten sido pela NOMEAÇAO ,JAMAIS pela ELEIÇAO !! Tenha vergonha sr inocencio e cai fora .da politica .Poupeme as solas de meas Hawaianas!!

  2. Cabo Verdeana

    Adé, Veiga não tinha já jogado á toalha????? tud gente ta kré engordá sé bolso né ? Mi nha vot um ka ta ninguem el. Estamos Sem alternativa politica nessa terra.

  3. Roberto De Niro

    S. Vicente merece ter como cabeça de lista um professor da Escola Jorge Barbosa, muito trabalhador, muito bajulador, apoiante doentio do Filu e agora fã incondicional de Janira. Esse rapazim pode até conseguir uma coligação com o MPD, seu anterior partido!!!

  4. roxana aguilera

    Que curriculum ? Uma vergonha ser segundo no PAICV e necessito ser levado ao colo pelo jmn !! ,adoro quando estos personajes nomeados fican no fogo da midia ainda mas quando sao escrutinados pelo o povo nem q seia um vez .,Saben q pierden por esso fica comodo a nomeaçao .Lideranza e carisma ,que e’ isso ?

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.