Voo Praia/Providence: “Sou cabo-verdiana e acho que não deveria pagar tanto para voltar para casa”

23/06/2015 08:22 - Modificado em 23/06/2015 08:22

tacv2Os Transportes Aéreos de Cabo Verde (TACV) inauguraram desde o dia 02 Junho, o voo directo de Cabo Verde para Providence (Rhode Island, EUA). Há uma mudança de Boston para Providence, porém, esta novidade não agrada a alguns. Estes lançaram uma petição online dirigida ao Presidente dos TACV, João Pereira Silva, com o intuito de solicitar a baixa dos preços dos bilhetes da nova rota da companhia aérea.

O NN sabe que os voos para os Estados Unidos/Providence já estão cheios e a compra de uma passagem ida e volta de última hora ronda os 178 mil escudos. Para quem quer fazer essa viagem e decida comprar os bilhetes de 30 de Junho até 30 de Julho, os voos estão fechados de acordo com informações no sector de vendas dos TACV, porém, no dia 06 de Julho há lugar. No entanto, somos alertados que o preço dispara para cerca de 180 mil escudos. Neste sentido, há algumas reclamações e há quem defenda que os voos não estão cheios, “foi a situação do dia 11 de Junho.

Acabei por ocupar 3 assentos e, sozinho, até caiu bem. Havia muitas cadeiras vazias, também porque agora reforçaram a lei internacional nos voos nacionais e andam a fechar o check-in 30 a 40 minutos antes do voo e muitos passageiros ficam no chão e depois pagam a taxa para irem no próximo voo se houver lugar. O voo está sempre cheio!!!”, garante Roberto Silva.

Devido aos preços praticados, existe uma petição online a solicitar a baixa dos preços do voo Praia/Providence visto que alguns consideram um exagero e criticam os TACV. Até ao fecho desta edição contavam com 1192 assinantes que apontam as razões porque o fazem: “ Eu assino porque os TACV estão a tirar aos cabo-verdianos que vivem nos EUA o prazer de voltarem para a própria casa, para o próprio país. Considero que é triste e ridículo. Amo o meu país, mas não irei a Cabo Verde, nem levarei o meu filho, nem convidarei os meus amigos a visitar, visto que os TACV estão a afastar os turistas”, diz Alzerina. Ainda Bruna Ramos afirma que é um abuso o facto dos TACV serem a única companhia do país e acrescenta que “não viajarei para Cabo Verde até os bilhetes não baixarem. Nós não estamos contentes com esta situação. Queremos que as nossas vozes sejam ouvidas”. Osvaldina Allen por sua vez desabafa: “sou cabo-verdiana e acho que não deveria pagar tanto para voltar para casa”.

Relembra-se que o voo para Providence foi inaugurado no dia 02 de Junho, mas não trouxe consenso entre os cabo-verdianos residentes nos EUA.

  1. Agoncalves

    sinceramente absurdo, nas minhas proximas ferias viajarei atravez da SATA via portugal

  2. Julio Goto

    …os Caboverdenos da segunada(diaspora) pagamos caro para cobrir a mau gerencia de duas companhias aereas TACV e sua irma TAP.
    De momento Oslo Sao Vicente ida e volta sao 240000 escudos.TAP
    Oslo fortaleza 132000 escudos .TAP
    Abuso e nada mais…

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.