Mulher de ministro israelense pede desculpas a Obama por piada racista

22/06/2015 08:36 - Modificado em 22/06/2015 08:37

judy‘Preto e fraco’, dizia post de Judy Shalom Nir Mozes sobre ‘café Obama’.
Em 2012, apresentadora renunciou cargo da Unicef por ofender palestinos.

A mulher do ministro do interior de Israel pediu desculpas a Barack Obama depois de postar em seu perfil no Twitter uma piada racista com o presidente dos EUA. Judy Shalom Nir Mozes apagou a suposta piada rapidamente, mas muitos de seus seguidores salvaram a mensagem e responderam irritados, em inglês e hebraico.

“Você sabe como é o café Obama? Preto e fraco”, dizia o post, que Nir Mozes diz ter sido “uma piada estúpida que alguém me contou” em seu pedido de desculpas. Imediatamente ela passou a receber mensagens que a chamavam de racista e um seguidor chegou a perguntar se ela havia enlouquecido.

Mesmo após apagar o texto as críticas continuaram, inclusive de americanos que, além de reclamarem do racismo, questionaram a falta de sensibilidade em um momento em que o país está de luto pela morte de nove negros em um crime cometido por um jovem branco racista, em Charleston.

Nir Mozes, que é apresentadora de TV, postou ainda mais duas mensagens de desculpas, uma delas dirigida diretamente a Obama: “Presidente Obama, eu não deveria ter escrito a piada inapropriada que ouvi. Gosto das pessoas independente de sua raça ou religião”, dizia a primeira. “Desculpe se ofendi alguém de alguma forma. Espero continuar casada quando meu marido aterrissar e souber o que eu fiz”, brincou, ao se referir ao ministro Silvan Shalom, que está viajando.

Esta não é a primeira vez que a apresentadora se envolve em uma polêmica em redes sociais. Em 2012, ela foi nomeada representante da Unicef em Israel, mas abdicou do cargo após a repercussão de mensagens no Facebook na qual defendia bombardeios israelenses na Faixa de Gaza. Segundo o jornal britânico “The Guardian”, ela se referiu aos palestinos como “pessoas que alimentam o ódio de suas crianças contra Israel… que têm em seus DNAs o ódio a nós”.

globo.com

  1. Djê Guebara

    Ela não sò de pedir desculpa deveria de ir a E.U. para que um negro lhe mete um bom Tchoriço negro adentro e sò assim ela sabia gostar de um bom cafè “Negro e Fraco”

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.