Moradores pedem acesso à iluminação pública

8/06/2015 07:37 - Modificado em 8/06/2015 07:37

iluminacao_1Moradores da zona de Ribeira de Craquinha em São Vicente dizem que são obrigados a pagar por um serviço que não usufruem, por isso, reclamam o direito à iluminação pública e a mais segurança.

Os moradores da zona de Ribeira de Craquinha procuraram este online para denunciarem e manifestarem a sua  indignação relativamente à falta de iluminação pública e à necessidade de infra-estruturas na zona.

A carência de iluminação pública tem deixado os moradores presos em casa, pois temem e prezam a própria integridade física. Segundo estes  várias pessoas já foram alvo de assaltos porque a iluminação é fraca ou nula.

Residências e estabelecimentos são constantemente assaltados por conta da falta de iluminação e insegurança. De acordo com Ivanilda, um ou dois postes dispõem de iluminação que é insuficiente, pelo que os habitantes são obrigados a deixarem as luzes das próprias casas acesas para proporcionarem melhor segurança.

Segundo os moradores, a falta de iluminação pública tem favorecido a acção de bandidos: “é um risco para quem mora nesta comunidade”, relata um morador.

A zona dispõe de muitos postes de iluminação mas nem todos funcionam, o que proporciona uma fraca ou nula iluminação.

Por isso  pedem providências imediatas perante a situação que consideram ser “humilhante”, apesar de ser um direito o acesso à iluminação pública que são obrigados a pagar e que não têm.

  1. Todas as zonas, faltam iluminação pública. A zona de Ribeirinha mais concretamente lombo de Cruzinha não tem nem sequer 1 posto de iluminação, estranho até ainda a Electra não ter resolvido o problema. Mas entretanto a Electra coloca novos postos de iluminação na cidade e a rua Manuel Matos que vai até ao Cemitério.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.