Perante o aumento de situações de agressão e violência sexual Jacob Vicente pede demissão da Presidente do ICCA

5/06/2015 08:19 - Modificado em 5/06/2015 08:19

Jacob VicenteJacob Vicente pede a demissão da Presidente do ICCA. Este pedido foi “formalizado” durante o programa da RCV, Café Central. No dia que se comemora o Dia Mundial Contra a Agressão Infantil, o ex-director-geral de Gestão Prisional e Reinserção Social, afirma que a responsável nacional pelo Instituto da Criança e do Adolescente (ICCA), Marlene Baesa, com o aumento de situações de agressão e violência sexual no país, tem assistido tudo “de forma monótona”.

“Face aos maus resultados na gestão do ICCA, com a elevada taxa de agressão e violência sexual, que se vem registando em Cabo Verde, faria todo o sentido que a senhora Marlene Baessa pusesse o seu lugar à disposição”, como pede Jocob Vicente.

E para Vicente o mais grave aconteceu a quando do caso da Jussara em que foi violada por seu pai. E sente que há uma desresponsabilização da presidente do ICCA em relação a estas situações. E informa que estes casos devem ser seguido pelo ICCA até o seu desfecho e apenas até o envio do processo para o Ministério Publico.

Sobre o caso da Jussara afirma: “é gravíssimo que a presidente do ICCA tenha dito, publicamente, a propósito do caso da Jussara  (a adolescente que foi violada e morta pelo pai e abandonada na lixeira municipal da Praia), que a instituição fez tudo que lhe competia fazer e que cabia, doravante, o Ministério Público (MP) fazer a sua parte”. E Jacob considera negligente que Jussara não tenha sido conduzida para o centro de acompanhamento com o argumento de que a vitima terá oferecido resistência.

Jacob Vicente refuta a teoria de rejeição da vítima. “Para qualquer psicólogo feito a licenciatura sabe que uma das fases do pós-trauma de qualquer pessoa é a rejeição. Não vai me dizer que uma criança rejeitou ser institucionalizada tendo um MP que pode obrigar a criança a se institucionalizada”.

  1. telmo

    Isso mesmo, esses Brasileiros amadores que são concedidos cargos de destaque em Cabo Verde devem saber que os nacionais também têm capacidades e esta Baessa é uma das que não tem apresentado grandes resultados do seu trabalho.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.