HBS: “Não há responsabilidades a imputar ao Hospital no transporte do doente Casimiro”

4/06/2015 07:28 - Modificado em 4/06/2015 07:28

hospital_baptista_sousa_maiorO Hospital Baptista Sousa esclarece que António Casimiro não foi evacuado pelo Hospital, mas sim levado para Santo Antão a pedido dos familiares, em concreto da sobrinha Paulina, que assinou um termo de responsabilidade onde se responsabilizava pela transferência do doente. De acordo com a direcção do HBS, António Casimiro teve alta contra o parecer médico. Ainda o HBS acrescenta que não são da responsabilidade do hospital as condições de transporte no barco, visto que os barcos em São Vicente não dispõem de enfermaria.

A Directora-Geral do HBS, Sandra Vasconcelos encontra-se de férias, assim, Samila Inocêncio, Directora Clínica do HBS e a Directora substituta, Odete Silva, esclarecem que o doente António Casimiro não tinha indicação de alta e que, todavia, a transferência do doente para Santo Antão foi solicitada pela sobrinha tendo a mesma assumido todas as responsabilidades inerentes. “Logo, nem o HBS, nem o médico assistente têm responsabilidades neste caso, visto que temos em nosso poder um termo, onde a sobrinha assume todas as responsabilidades, visto que o doente teve alta contra o parecer médico”, acrescenta Samila Inocêncio.

Em relação às condições de transporte do doente Casimiro, facto que sensibilizou algumas pessoas, após a denúncia do cidadão António Silva e Presidente da ADECO nas redes sociais, o HBS afirma que “em Cabo Verde não há enfermaria nos barcos e os doentes são transportados numa maca no porão, inclusive os serviços aéreos cabo-verdianos não dispõem desse serviço”, refere a médica Odete Silva. Todavia, o HBS reconhece que as condições não são as ideais e deseja, como entidade dedicada à tutela da saúde, que Cabo Verde tenha um avião e um barco ambulância para oferecer melhores condições de transporte aos doentes evacuados.

No caso do paciente Casimiro, mesmo tendo tido alta contra o parecer médico, o doente foi acompanhado por um técnico de saúde. Contudo, a sobrinha Paulina reconhece que as condições de transporte não são dignas nem adequadas e revela que desconhecia as circunstâncias em que o doente seria transportado. Neste sentido, a sobrinha apela às autoridades que tenham atenção nesta matéria e agradece que o tio tenha chegado com vida à sua terra natal como era seu desejo, mesmo após contra indicações médicas.

  1. Cidadão

    É este o País de desenvolvimento médio tão propagando a nível internacional ,tudo isto é para constar CV nos lindos relatórios internacionais.Estamos no país do faz de contas onde hoje em dia o que conta são propagandas ,conferencias internacionais para impressionar os doadores depois aqui dentro nada feito.Um hospital central onde fazer uma simples consulta demora meses,uma analise clinica só no particular para quem tem dinheiro, enfim mas os governantes acham que tudo esta bem o INPS isto …

  2. Clara Medina

    Nós somos um País de desenvolvimento médio e para além disso somos sempre os melhores em todos os relatórios e em especial comparando com outros países africanos.
    Somos um país de lendas e ficção. Somos simplesmente sonhadores e “bazofos”.
    Somos também um país de poetas e “o poeta é um fingidor” que nem tem onde cair morto.

  3. Paciente

    Pois antigamento havia diretores agora so pcas que nada fazem so gastar dinheiro com pouco rensimento.este hospital ja teve dias melhores.

  4. roxana aguilera cald

    Samila realiza su sueño de Cindirela ser “directora “de HBS aunque sea hasta media noite , coitada esta viciada con el poder ,porque sera ??!! E Odette q pinta en la midia alem de aparecer como Pilatos por acaso e’ a medica q recomendo tomar ar livre a este duente ? Bingo , falaron as Dras directoras “especialistas” ..Esa ambiçao pelo poder ten un segredo detras , a psicologia nao falha .maos a obra …..

  5. HBS

    Samila tenha a santa paciência ………..,, também nao tens capacidades para o cargo….. Ninguém te suporta neste hospital…….so tens capacidade para levar corno e policiar o carnavalesco……. deve ser por isso que nao fazes o teu trabalho com distinçao…… nao. como umapessoa tao insensivel preconceituosa arrogante mediocre como tu tem uma profissao de medica

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.