ISCEE: “objectivo é não deixar ninguém à porta da universidade”

29/05/2015 07:08 - Modificado em 29/05/2015 08:20
| Comentários fechados em ISCEE: “objectivo é não deixar ninguém à porta da universidade”

O Reitor do Instituto Superior de Ciências Económicas e Empresariais, Rui Franganito, assegura que é muito importante a reflexão sobre o Ensino Superior, visto que este é um grande motor de desenvolvimento económico de qualquer país. Elege o financiamento que permite o acesso ao Ensino Superior como o maior obstáculo a resolver.

A sessão parlamentar do mês de Maio arrancou na segunda-feira com a questão do Ensino Superior no centro do debate, onde algumas questões foram colocadas em cima da mesa, nomeadamente, o problema de acesso, de investigação, de autonomia das universidades, de qualidade e de empregabilidade. No caso concreto do ISCEE, o Reitor destaca o financiamento que está directamente relacionado com o acesso ao Ensino Superior. “Os alunos fazem um grande percurso até chegarem à universidade, mas nem todos conseguem, apesar do excelente trabalho da FICASE”.

O Reitor Rui Franganito acrescenta que no ISCEE existem muitos alunos bolseiros e que o Gabinete de Acção Social procura sempre uma solução para os alunos com a ajuda de parceiros nacionais e internacionais e que o “objectivo do ISCEE é não deixar ninguém à porta da universidade”. Ressalta a necessidade da existência de uma residência universitária no Mindelo, devido aos alunos das outras ilhas, assim como de outros países que residem no Mindelo.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.