Lei do referendo aprovada por unanimidade

29/05/2015 07:32 - Modificado em 29/05/2015 07:32

aprovadoOs deputados do MpD, PAICV e UCID aprovaram a Lei que regula o Referendo Nacional por unanimidade. A iniciativa da proposta partiu do grupo parlamentar do PAICV que defendeu a ideia que a introdução do mecanismo do referendo vem “qualificar a democracia cabo-verdiana e, assim, abrir mais espaços de participação dos cidadãos na vida política e contribuir para o reforço da cidadania”.

 

Na sua declaração de voto, José Manuel Andrade considerou que com esta lei, “a democracia fica mais reforçada já que permite uma participação directa da sociedade civil na vida política do país”. Carlos Veiga, deputado do MpD, alinha pelo mesmo diapasão: “a aprovação da lei do referendo vem mostrar a essencialidade do Parlamento e dos seus agentes políticos dando aos cidadãos um instrumento para a sua participação directa na vida política do país”.

O presidente da UCID referiu que com a aprovação da Lei que regula o Referendo Nacional, os cidadãos passam, a partir de agora, a dispor de um instrumento que lhes permite intervir na resolução de diversos problemas locais e nacionais.

  1. Como???

    Referendo?? num país onde a maioria não possui as qualificações académicas mínimas que a possam levar a opinar com segurança e responsabilidade??

  2. JOAO

    Muito bem. Os cabo-verdianos devem estar todos satisfeitos.

  3. unanime

    Unanimidade sim mas dos 40 e poucos deputados que se encontravam na sala porque quase metade não foi trabalhar. Devem estar em em greve a exigir aumento de salário

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.