Recenseamento desportivo

3/08/2012 03:14 - Modificado em 3/08/2012 03:58
| Comentários fechados em Recenseamento desportivo

A Direcção Geral dos Desportos anunciou os resultados do recenseamento desportivo “Quanto somos no Desporto” a nível de São Vicente. Como explica o Delegado do Desporto em São Vicente, Gerson Melo, este estudo vai “permitir ter números concretos e dados viáveis” para traçar estratégias.

O estudo que teve como objectivo saber exactamente o número de agentes e associações desportivas existentes, evidenciou que existe um número reduzido da população feminina inscritas nas associações desportivas e que o futebol é o desporto que mais praticantes recebe.

Mesmo a nível de dirigentes desportivos o número é maior do sexo masculino. Dos 353 dirigentes desportivos apenas 46 são do sexo feminino. E do total de dirigentes somente 13 por cento não possuiu formação de como dirigir uma clube desportivo.

 

Os números

O futebol é a modalidade mais praticada na ilha e conta com 26 organizações desportivas que tem a modalidade nos seus quadros de competição e/ou iniciação. O estudo realça 12 escolas de iniciação, sendo que duas não participam nas competições regionais.

A seguir ao futebol surge o críquete com 13 associações. Mas realça que esta modalidade tem apenas torneiros esporádicos e não competições regulares. O andebol (8), voleibol (5), basquetebol (4) são os outros desportos com mais representatividade.

 

Com mais associações o futebol alberga a maior fatia dos atletas. São no total 2.124 atletas inscritos nas diversas associações de futebol. Com uma grande diferença, o basquetebol com 224 atletas e o voleibol com 214 atletas, são as modalidades mais praticadas depois do desporto rei.

Ao todo, nas várias modalidades estão inscritas 3779 atletas. Deste número apenas 812 são atletas femininos, constituindo 21 por cento. No futebol onde a disparidade é maior existe 1958 atletas masculinos para 166 femininos. Das únicas modalidades que encontra mais atletas femininos, é no voleibol e na ginástica, que não tem nenhum atleta masculino.

 

Preocupações

Esta, ainda, fraca aderência do publico feminino é um dos pontos de maior preocupação pelos repostáveis do estudo. Ainda em preocupações evidenciadas pelo estudo e apontadas na apresentação, é a carências das associações desportivas, como espaços adequados para praticar certas modalidades, dirigentes empenhados e espaços próprias das associações (clubes).

Gerson Melo sublinha a confiança neste estudo em que o inquérito foi preenchido pelos próprios clubes. São Vicente recebeu o primeiro estudo do género, Santo Antão e Santiago Sul estão em processo de receber o seu próprio recenseamento.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.