Sondagem dá vantagem a Obama em três estados fundamentais

2/08/2012 02:31 - Modificado em 2/08/2012 02:31
| Comentários fechados em Sondagem dá vantagem a Obama em três estados fundamentais

A três meses das presidenciais norte-americanas, Barack Obama tem pelo menos 50% das intenções de voto em três estados considerados fundamentais – Florida, Pensilvânia e Ohio –, segundo uma sondagem divulgada nesta quarta-feira.

 

Mitt Romney, o candidato republicano, não estará a conseguir afastar-se da imagem de um candidato rico e elitista desligado da classe média, sublinhou o Washington Post. E o resultado que a sondagem agora divulgada lhe atribui será reflexo disso.

 

Florida, Pensilvânia e Ohio são três dos chamados “swing states”, os estados onde a escolha dos eleitores oscila entre democratas e republicanos e onde pode ser decidida a eleição. Na Florida, por exemplo, Obama tem 51% das intenções de voto, contra 45% para Romney. E na Pensilvânia tem 53% (contra 42% para Romney) e no Ohio 50%, ainda assim uma vantagem de 6 pontos percentuais em relação ao candidato republicano, segundo esta sondagem da CBS News, New York Times e Universidade de Quinnipiac.

 

Desde a década de 1960 que nenhum candidato às presidenciais norte-americanas chega à Casa Branca sem vencer em pelo menos dois destes estados. “Se estivéssemos a 6 de Novembro, o Presidente Barack Obama ganharia por larga margem nestes estados e a julgar pelo que aconteceu no passado seria eleito para um segundo mandato”, sublinhou Peter Brown, director-adjunto do instituto de sondagens da Universidade de Quinnipiac. “O Presidente está em melhor situação nos ‘swing states’ fundamentais do que está a nível nacional”, adiantou.

 

Para esta sondagem foram ouvidos cerca de 3500 eleitores, dos quais mais de 50% em cada estado disseram ter uma opinião favorável em relação a Obama. Nos três estados, no entanto, foram ouvidos mais democratas do que republicanos, uma diferença que, no caso da Florida, foi de 9%, salientou o Washington Post.

 

A maioria dos eleitores respondeu que concorda com Romney quando este defende que a economia norte-americana não está a crescer tanto quanto devia, e menos de 30% consideraram que a situação económica do país está a melhorar.

 

A margem de erro desta sondagem é de 2,9 pontos percentuais, cerca de 4% dos inquiridos disseram que ainda estão indecisos e pelo menos 10% em cada estado (10% na Florida, 12% no Ohio e na Pensilvânia) admitiram a possibilidade de ainda mudar de ideias antes das eleições.

 

 

 

 

publico.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.