Incidente diplomático: Ulisses quer que Governo justifique a ausência na recepção da UE

20/05/2015 07:26 - Modificado em 20/05/2015 07:26

ulissesSobre a ausência do Governo na habitual recepção oferecida pela delegação da União Europeia em Cabo Verde, o Presidente do MpD, Ulisses Correia e Silva, diz que “caiu mal e que foi notório a ausência dos representantes do governo”.

Esta ausência tem sido noticiada e justificada pela afirmação de José Manuel Pinto Teixeira, representante da UE, que Cabo Verde não atrai investimentos porque não tem um bom ambiente de negócios.

O Presidente do MpD acrescenta que as relações entre Cabo Verde e a União Europeia “ultrapassam estes incidentes e são relações que devem ser preservadas”. E, neste sentido, espera que o Governo justifique a razão da sua ausência na recepção.

Por outro lado, o Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, prefere não comentar o caso por agora. Justifica que foi algo de que teve conhecimento na comunicação social e não tem os dados concretos.

  1. Maria José

    Que ficou mal ficou. Agora cabe ao Governo dizer as suas razoes. Penso que para tudo ha uma justificacao.

  2. VIRULENTO

    Cala-te boca atrevido va exigir aos seus pupilos na CMP que está à deriva das mãos fechadas para entrega de lotes em lugares…Devias estar preocupado com a XCMP porque em 2016 vão todos para KO

  3. roxana aguilera

    TODOS los politicos sao responsavel pelo mal ambente de negocio , q se traduz em DESEMPREGO ;DESIGUALDADE SOCIAL, SALARIOS e APOSENTADURIAS PUBLICAS IMORAI E ILEGAL como la de la familia inocencio ele,mujer e os filhos ,imcluiendo o yenhero , ESTE PAIS tiene DESPOTISMO ;NEPOTISMO ,CLIENTELISMO ,OLIGARQUIA
    AMIGUISMO aos olhos de jmn , o vai a dizer q nao conhece ,eu nao tenho rabo di palha ze’,alem de levarle a oiar a POBREZA

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.