Empresa canadiana quer investir cerca de 129 milhões de euros na extração de fosfatos

15/05/2015 01:03 - Modificado em 15/05/2015 01:03
Fans wave a Canadian flag during first half of Canada's international friendly soccer game against Jamaica in Toronto on Tuesday, Sept. 9, 2014. (AP Photo/The Canadian Press, Peter Power)

Fans wave a Canadian flag during first half of Canada’s international friendly soccer game against Jamaica in Toronto on Tuesday, Sept. 9, 2014. (AP Photo/The Canadian Press, Peter Power)

A empresa mineira do Canada GB Minerals pretender investir 175 milhões de dólares (cerca de 129 milhões de euros) para começar a extrair fosfatos na Guiné-Bissau já em 2017.

Citado pelo Macauhub, o presidente executivo da empresa canadiana, Luís Cabrita da Silva, explicou que objetivo é «proceder à entrega do estudo de viabilidade ao governo [da Guiné-Bissau] em julho próximo, aguardar o financiamento e começar a produzir em 2017».

Além disso, o projeto engloba também a construção de um novo porto na localidade da Ponta Chugue, a leste de Bissau.

 

abola.pt

  1. roxana aguilera cald

    los ultimos seran los primeros!!! GB tiene para hacer turismo de zafari , unas islas Bijago preciosas!! Nos vemos remando pa’l continente !!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.