Nada de novo nos foi dado à luz

13/05/2015 08:34 - Modificado em 13/05/2015 08:34

Mindelo Meeting PointO Mindelo Meeting Point ocorreu em São Vicente com o objectivo de lançar os destinos São Vicente, Santo Antão e São Nicolau e tornar estas ilhas em regiões turísticas competitivas a nível mundial, porém, alguns mindelenses estão cépticos sobre as promessas feitas para alavancar a economia Norte.

A Ministra do Turismo, Investimento e Desenvolvimento Empresarial, Leonesa Fortes, pretende promover a zona Norte e fazer do turismo não só a alavanca para o desenvolvimento empresarial e do sector privado, como também dinamizar a economia local nas ilhas de São Vicente, Santo Antão e São Nicolau. Essa promessa foi anunciada e foi cumprida. Assim, realizou-se o Meeting Point que alguns chamam de futuro para o Norte do país, mas que para outros não passa de “lançar água em balaio furado”. Isto porque a ilha de São Vicente já foi vítima de promessa de projectos que não saíram do papel, nomeadamente Salamansa, Baía das Gatas Resort, Fortim del Rei, Mar à vista, Cesária Resort. Estes são agora substituídos por “Pérola Negra”, “Tulip Laginha” dois hotéis que irão nascer em São Vicente. “Tomemos cuidado sim… mas com as falsas promessas… bô devé entendé nha cepticismo em relação a ess forúm… ou é mas um?” refere Daniel Brito. Outros internautas também partilham desta opinião e estão como “São Tomé: ver para crer” e Maocha diz que estão a dar graxa. “Bla bla, bla bla, bla bla e tudo continua na mesma”, refere Carlos Silva.

Há quem fique satisfeito com esta iniciativa e Alberto diz que “fico contente com esta iniciativa, porém, os governantes devem-se preocupar realmente com Cabo Verde em vez de lutarem pelo poder e ganância”, isto é, defende que se deve separar as cores políticas e pensar nas ilhas de Cabo Verde. Neste sentido, um internauta espera que o Meeting Point não seja tempero para a campanha mas sim um “levantar do Norte”.

 Deluca Monteiro emite a seguinte opinião sobre o evento

 Se me permitem… sem qualquer vergonha passamos à categoria de museu?

Certo que andamos a reclamar o Presente com saudades do Passado e de olhos postos num Futuro de “estória… estória” fartura de céu amém… mas… Como diz o outro: “na terra de cegos quem tem um olho é Rei”… no nosso caso quem tem um olho usa “lentes de contacto” porque está difícil de vislumbrar algo parecido com o futuro…
Será que vamos também entrar no mundo arqueológico? Mindelo vive hoje de projectos “fósseis” num ritmo que não passa do mais do mesmo… Nada de novo nos foi dado à luz… neste Mindelo Meeting Point…

Vejo que falta interacção institucional local, regional e nacional… e basicamente, cooperação… Façam para que os outros façam… Antecipem-se uns aos outros… Assim a região pula e avança… ki tal?

Outro ponto não menos importante seria a questão da “gula” que o Turismo provoca nas autoridades em certos lugares. Por isso, ouvindo a intervenção do Presidente da Casa de África das Canárias… no mesmo fórum: “hay qué tener mucho cuidado con la tentación de plicar tasas a la actividad turistica”… Como? Triplicar o custo do visto?… se ainda não temos a galinha dos ovos de ouro connosco… se a galinha ainda só nos dá ovos de prata… “Ou matamos a galinha ou ela assusta-se e já não põe qualquer ovo”… será que temos “calibre” para dizer aos turistas que vão pagar a triplicar para poderem visitar este pedaço de terra ressequida pelos séculos? Tomemos cuidado!!

  1. LILI

    isso é conversa para boi dormir.Pois alem a ministra aproveitar esta ocasião para enganar os mindelenses, pretendem sugar as ILHas do norte.

  2. Rita Alves Almeida

    Ver para crer.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.