Tripulantes do Navio Vicente tinham feito um abaixo-assinado alertando para a negligência

11/05/2015 07:50 - Modificado em 11/05/2015 07:50

vicenteTripulantes do Navio Vicente dizem que previam o acidente e que a qualquer momento poderia acontecer uma tragédia. Portanto muito antes do acidente haviam preparado um abaixo-assinado descrevendo as condições do navio e as negligências cometidas pelos responsáveis. O documento deveria ser entregue à Agência Marítima e Portuária, mas não foi possível fazê-lo antes do trágico acidente.

Tendo em conta o receio que permanecia no seio dos tripulantes do navio Vicente devido a diferentes situações vividas no navio nomeadamente, “ a falta de profissionalismo por parte do capitão e dos responsáveis pelo navio, a ganância e o desrespeito pela vida humana”.

Em entrevista ao NN, tripulantes do Navio Vicente afirmam terem se  apercebido há muito tempo que o navio poderia sofrer acidente no alto mar, uma vez que “as péssimas condições de trabalho existentes “ apresentavam riscos de vida para os tripulantes e passageiros.

De acordo com os entrevistados, os tripulantes do navio alertaram várias vezes para os riscos que corriam, mas não foram ouvidos.

Indignados com a situação e temendo pelas suas próprias vidas, dizem ter preparado um abaixo-assinado ainda antes da última viagem e que deveria ser entregue a Agência Marítima e Portuária, AMP nos finais do mês de Dezembro e que devido a movimentação da época festiva, o documento não chegou a ser enviado.

Segundo as informações colhidas através dos entrevistados, o prazo de quarenta e cinco dias atribuído ao comandante do navio para navegar estava preste a terminar, uma vez que o prazo iria cessar no dia 15 de Janeiro de 2015. O objectivo era entregar  o abaixo assinado  antes do prazo para evitar que o contrato do capitão  fosse de novo renovado.

Para os tripulantes “ o risco de acidente era evidente e só não foi visto  porque os donos ignoraram as vidas humanas para alcançar sucesso financeiro”.

Um tripulante sobrevivente conta ao NN que já tinha resolvido que seria a sua última viagem. Pois tinha decido procurar outro emprego, pois temia pela sua vida devido as condições em que o Navio Vicente navegava. Só não esperava presenciar o drama que tentaram evitar através das suas denúncias e reclamações

O acidente que marcou para sempre o Pais aconteceu no dia 8 de Janeiro deste ano o largo do Porto do Vale  dos Cavaleiros, na ilha do Fogo, com 26 pessoas a bordo, tendo morrido quinze pessoas.

  1. Ina

    coisa de criolo mesmo, é só festa, chega o tempo das festas tudo para, até mesmo o doreito de defender sua propria vida, se já tinham o abaixo assinado pronto, porque deixar as festas falar mais se depois das festas será tudo igual.

    E mais interessante que ninguem apreende com o erro, nem seu nem dos outros. AMP é responsavel totalmente.

    Primeiro a responsabilidade depois o prazer povo.

    um abraço de conforto as familias, um descanso eterno as vitimas.

  2. Cidadão solidário

    Eu, estou aqui, tranquilo, mas indignado, à espera de duas justiças contra os desgraçados inconsequentes: a justiça humana e, depois, a divina. Essa, tarda mas ñ falha!!! Julga e ñ pergunta! Mão pesada em cima deles, Sr. Juiz! 🙁
    Isto aqui ñ é nenhuma república de bananas!

    Que Deus dê aos malogrados um descanso eterno e um lugar muuuuiiiiiito especial às suas almas!

  3. CidadaoCV

    Pois é … A velha mania do kriolo deixar sempre tudo para amanhã. … e tudo para depois das festas … é depois do Natal … depois do fim de ano … depois do carnaval … depois de 1 de maio …. depois de S João …. depois de fim de semana …. depois de …. depois de … amanhã sem falta …. logo a tarde ……

  4. Julio Goto

    … descontentamento sempre existe. Eu acho que todos andam ai a culpar o Capitao a torta e a direita.Trabalhei no mar cerca de 35 anos com varios capitaes eles as vezes parecem ser o unico representante do armador.
    A neglegencia comeca nas instituicoes reguladoras ,permitem a compra dum SUCATA na europa para operar em Cabo Verde.
    O primeiro a asumir as responcibilidades devia ser O GOVERNO ate chegar a tripulacao que permitiu situacoes desumanas.
    Pobre do Capitao! Descansem em paz.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.