Familiares das vítimas do naufrágio do navio Vicente: “Não vamos deixar a culpa morrer solteira”

11/05/2015 07:37 - Modificado em 11/05/2015 07:44

navioOs náufragos sobreviventes e familiares das vítimas do acidente do navio Vicente querem que as autoridades competentes respondam com maior urgência as questões que os inquietam. Também exigem garantias de protecção aos órfãos e outros familiares que dependiam do trabalho dos que morreram no acidente.

São várias as questões colocadas pelas vítimas e familiares das pessoas que se encontravam no navio Vicente no dia 08 de Janeiro. Após quatro meses de horror, agonia e de sofrimento , os passageiros, os tripulantes e os familiares das vítimas dizem-se revoltados com o silêncio e passividade das autoridades competentes do país.

“Não aceitamos que a culpa venha a morrer solteira e a dor dos familiares seja esquecida como se não fossemos seres humanos” Quem? Quando? O que fazer? São apenas algumas das perguntas que as vitimas querem que seja respondida atempadamente.

Quem irá  se responsabilizar pelos filhos, esposas, maridos e outros familiares que dependiam exclusivamente das vítimas?
Que fazer após a tragédia que vitimou chefes da famílias e que nesse momento passam por sérias dificuldades?
Quando chegará o apoio ás vitimas? São essas e outras questões  que os familiares das vitimas querem que sejam respondidas por quem de direito.

De acordo com os resultados do relatório publicado pela Agência Marítima e Portuária, a sobre carga do navio e negligência grosseira foram as causas apontadas para o afundamento do navio Vicente. No entender dos familiares das vítimas alguém deverá ser responsabilizado e as famílias deverão ser amparadas por alguém, uma vez que a Companhia Tuninha nada tem feito para minimizar a dor dos sobreviventes e familiares dos lesados.

As vítimas dizem sentirem “ abandonadas e sem meios para se sustentarem e as autoridades competentes têm feitos de ouvidos surdos ignorando a dor e o clamor dos mais pequenos”.
Indignados com a situação e a morosidade nas atitudes e respostas concretas os lesados querem  a resolução da situação que os têm vindo a afectar .

As vítimas do naufrágio afirmam que os únicos apoios tidos até agora provem da Câmara Municipal de São Vicente que tem vindo a beneficiar as vítimas com uma cesta básica. Um outro parceiro nesta luta também tem sido o Sindicato que tem vindo a prestar apoio jurídico e psicológico a essas famílias. Os beneficiários agradecem os apoios recebidos, destacando o apoio psicológico que de outra forma não seria possível enfrentar a situação.

  1. Augusto Nelson

    spero que desta vez a culpa não vai morrer solteira está claro as fotos falam por si será que as camaras do enapor é so para o Ingles ver ou so servem para analizar depois de facto consumado e ninguem quer assumir a culpa e esta mais uma vez vai ser do capitão que ja morreu

  2. Cidadão solidário

    Eu, estou aqui, tranquilo, mas indignado, à espera de duas justiças contra os desgraçados inconsequentes: a justiça humana e, depois, a divina. Essa, tarda mas ñ falha!!! Julga e ñ pergunta! Mão pesada em cima deles, Sr. Juiz! 🙁
    Isto aqui ñ é nenhuma república de bananas!

    Que Deus dê aos malogrados um descanso eterno e um lugar muuuuiiiiiito especial às suas almas!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.