Para portador de más notícias prefiro a Janira ao Walter

1/08/2012 02:32 - Modificado em 1/08/2012 03:47

Comentário do dia

No velho estilo do partido único, força dirigente do estado e da sociedade, o Conselho Nacional do PAICV anunciou, através do conselheiro, Walter Évora, um plano de acção aprovado no CN, do último fim-de-semana, onde são contempladas medidas impopulares”, justificando-as com a circunstância de o “momento a nível social” ser de “austeridade”, pelo que, segundo o partido de José Maria Neves “Cabo Verde não é excepção à regra”. Não acredito que o CN do PAICV tenha aprovado um pacote de medidas impopulares. Deve haver confusão, por que não voltamos ao tempo do partido único onde o CN da força dirigente do estado e da sociedade, de vez em quando, nos mandava dizer como nos devíamos comportar ou espirrar. Só pode ser. Porque no Cabo Verde de hoje, estado de direito democrático, quem aprova medidas dessa natureza é o conselho de ministros. Quem aprova “planos de accão” com reflexos na vida de todos os contribuintes é o Governo em Conselho de ministros. O CN do PAICV, no máximo, aprova diretrizes politicas para os militantes do PAICV e mais nada. E depois convenhamos, para ter um porta-voz de más notícias prefiro a Janira Hopffer Almada, que normalmente é a porta – voz do Conselho de Ministro, ao Walter. A ministra, pelo menos, é bonita, tem um belo sorriso e é  inteligente . Assim dói menos quanto se trata de anunciar  medidas impopulares  ou não?

Eduino Santos

  1. antónio dos santos

    Concordo em pleno contigo, mas por favor esclui a parte onde dizes que a senhora Jandira é bonita e tem um sorriso bonito. Onde terá sido ironia?

  2. Mindelense

    Vi na TCV a comunicação do Walter, e sinceramente, fiquei triste, pois, notava-se claramente que as palavras pronunciadas por ele foram escritas por alguém mais graúdo do partido. Ele é o exemplo perfeito de jovens caboverdianos, sem bagagem técnica e experiência profissional dignos de registo, e que se encostam aos partidos políticos para fazerem a sua carreira profissional de forma fácil.
    Isto é uma realidade que tanto o PAICV como o MPD insistem em alimentar, lógica esta que terá consequênciaVi na TCV a comunicação do Walter, e sinceramente, fiquei triste, pois, notava-se claramente que as palavras pronunciadas por ele foram escritas por alguém mais graúdo do partido. Ele é o exemplo perfeito de jovens caboverdianos, sem bagagem técnica e experiência profissional dignos de registo, e que se encostam aos partidos políticos para fazerem a sua carreira profissional de forma fácil.
    Isto é uma realidade que tanto no PAICV como o MPD insistem em alimentar, lógica esta que terá consequências drásticas no futuro do nosso país (menos competitivo, e mais injusta)

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.