Elísio Silva: um presidente cheio de conquistas na Académica do Porto Novo

5/05/2015 08:10 - Modificado em 5/05/2015 08:10
| Comentários fechados em Elísio Silva: um presidente cheio de conquistas na Académica do Porto Novo

Elisio Silva Presidente da academica do Porto NovoNo comando da direcção desportiva da Académica do Porto Novo, Elísio Silva, que é também Delegado de Saúde e director da região sanitária do Porto Novo, fala sobre o seu percurso à frente de uma das equipas mais emblemáticas de Cabo Verde. Pentacampeã regional de Santo Antão Sul, vice-campeã de Cabo Verde em 2013 e detentor de todos os troféus da sua região desportiva dos últimos cinco anos.

O presidente da Académica do Porto Novo que há seis anos está no comando do clube diz que tem sido um privilégio estar à frente do clube que é a sua paixão e que desde sempre desejou fazer parte. Com um percurso cheio de conquistas, Elísio Silva avança a este online que o Nacional será a última competição em que estará à frente do clube como presidente, uma vez que depois da época desportiva terminar vai haver eleições no clube e não pretende continuar a dar seguimento ao trabalho que tem feito nos últimos anos. Mas acredita que o clube tem muitas pessoas capazes de tomar as rédeas do clube e de seguir esta onda vitoriosa.

 

Como foi conciliar os cargos de médico e presidente do clube?

Elísio Silva: Paixão. Quando temos paixão por algo, conseguimos tudo. Actualmente, sou delegado de saúde e director da região sanitária do Porto Novo. Sempre tive bastante acumulação de serviço em ambas as áreas, mas quando temos paixão, conseguimos organizar e fazer muitas coisas.

 

É do Porto Novo?

Elísio Silva: Sou do Porto Novo, passei a maior parte dos meus anos fora da cidade devido aos estudos e como sempre sonhei jogar pelo clube e não consegui, resolvi rumar à presidência do clube e consegui conquistar vários títulos à frente do clube. Nestes seis anos já ganhei cinco dos campeonatos regionais disputados, todas as taças, todos os torneios de abertura e todas as supertaças. Disputámos a taça de Cabo Verde e ficámos em segundo e também somos vice-campeões de Cabo Verde em 2013.

Como tem sido estar à frente de um clube como a Académica?

Elísio Silva: É uma liderança com bastantes troféus, o meu objectivo sempre foi ser campeão pela Académica como jogador, mas como nunca consegui atingi-lo no campo, consegui-o como presidente e cinco vezes consecutivas. Claro que, às vezes, as coisas são sobrecarregadas devido à falta de apoio, mas temos tido ajuda de muitas pessoas amigas do clube.

Como é que classifica a Académica neste momento?

Elísio Silva: A Académica neste momento está nos patamares do futebol de Santo Antão Sul e de Cabo Verde, pelo desempenho que temos tido nos últimos anos, conseguindo chegar quatro vezes consecutivas às meias-finais, sendo uma delas uma presença na final. E isto não se deve só à presidência, mas sim porque temos uma boa equipa directiva, uma boa equipa técnica e grandes jogadores. É um trabalho dividido e cada um no seu lugar, como médico e como desportista é uma paixão.

Dificuldades

Elísio Silva: Praticamente no primeiro ano não conseguimos ganhar nada, mas a partir daí foram só conquistas e conseguimos elevar o futebol de Santo Antão a outro nível em Cabo Verde.

Como é ser presidente da “Micá”?

Elísio Silva: Ser presidente de um clube como a Académica é bastante sacrifício. São poucos os apoios e também são poucos os sócios que pagam a cota. Na maioria das vezes somos nós, membros da direcção é que temos arcado com os custos que são suportados pelo clube. Mas também é bastante recompensador, porque ser presidente do clube com estes sacrifícios e estar sempre a ganhar é ver todo o esforço a ser recompensado. Quando participamos no nacional, a época é mais extensiva e deste modo temos mais custos porque ninguém ganha nada, o vencedor do nacional não ganha nenhum “centavo”. É por amor ao desporto e à camisola.

Última época no clube. Acha que é desta que consegue o Nacional?

Elísio Silva: O campeonato nacional é um título que quando entrei no clube foi tido como um objectivo a alcançar, mas se não conseguirmos este ano sob a minha direcção tenho a certeza que quem entrar no meu lugar, com os jovens jogadores que temos e a equipa técnica, dentro de pouco tempo a Académica conseguirá sagrar-se campeã de Cabo Verde.

É de relembrar que a Académica do Porto Novo é a única equipa da ilha de Santo Antão que conseguiu alcançar uma presença na final do Campeonato de Cabo Verde.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.