Google apresenta os seus óculos de realidade aumentada

10/04/2012 00:27 - Modificado em 10/04/2012 00:27
| Comentários fechados em Google apresenta os seus óculos de realidade aumentada

O Google colocou online na sua rede social Google+ um vídeo de apresentação do seu projecto de óculos de realidade aumentada que dá pelo nome de Project Glass. A fazer fé no vídeo de apresentação, estes óculos são um gigantesco salto em frente na informação em tempo real.

Os óculos têm um design futurista que consiste, basicamente, numa armação à altura das sobrancelhas com uma microcâmara acoplada, bem como um microfone e, ao que tudo indica, auscultadores, embora estes não pareçam estar incluídos no set. A informação aparece num micro-visor colocado à altura da vista direita. Em termos simplistas, é como passar a ter um smartphone acoplado directamente à visão e ao cérebro que reage a comandos verbais.

Eis algumas das funções permitidas por estes óculos e que são apresentadas no vídeo do Google: quando o utilizador olha pela janela, os óculos dão-lhe a indicação da temperatura exterior e das previsões meteorológicas para o dia. Se há uma greve ou qualquer impedimento nos transportes públicos, o utilizador que se estiver a preparar para apanhar o autocarro ou o metro é informado disso mesmo e das suas alternativas para chegar ao destino.

Estes óculos permitem ainda os contactos por vídeo, voz ou texto com outras pessoas. Ou seja, é como se o Google tivesse querido fundir a experiência real das actividades do dia-a-dia (andar na rua, tomar café, visitar lojas) com as actividades que quotidianamente fazemos online (navegar pelas redes sociais, verificar o mail, fazer pesquisas…).

O jornal “The New York Times” sugeriu há pouco tempo que este par de óculos poderá sair à venda antes do final do ano a um preço que se poderá cifrar entre os 250 e os 600 dólares (189 e 455 euros), mas alguns especialistas frisaram que esta tecnologia poderá ainda estar longe de se tornar uma realidade pronta a comercializar.

O Google decidiu partilhar este vídeo-teaser com a comunidade porque, diz, quer receber feedback por parte dos internautas. O gigante tecnológico não deu qualquer informação acerca do preço nem da data de comercialização.

“Alguns de nós… começámos o Project Glass para desenvolvermos este tipo de tecnologia, que nos ajuda a explorar e a partilhar o nosso mundo”, indicou em comunicado o laboratório experimental do Google, o Google X. “Estamos a partilhar esta informação agora porque queremos encetar uma conversa e aprender com os vossos valiosos comentários”.

Ao contrário da Apple, que mantém todos os seus projectos em segredo absoluto até os comercializar, o Google tem a estratégia contrária e anuncia, às vezes com anos de avanço, projectos que ainda tardam em realizar-se. Foi o caso, por exemplo, do carro que se conduz sozinho, anunciado em 2010 e que só agora – dois anos depois – foi testado com sucesso tendo um invisual ao volante.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.