Não existe acordo político entre a UCID e o MpD: quem quer esticar mais a corda?

1/08/2012 02:18 - Modificado em 1/08/2012 02:18

Nem o “PAICV, nem a UCID têm a coragem politica para provocarem eleições antecipadas. Sabem que quem esticar muito a corda, esta vai partir-se do lado do mais fraco”

Dirigentes da UCID disseram ao NN que não existe nenhum acordo entre o MpD e a UCID “para uma coabitação alargada na CMSV” como defendeu Jorge Santos, vice presidente do MPD. Este dirigente vai mais longe e afirma “ não sei onde o Jorge tirou essa coisa de coabitação alargada e aprovação pontual dos instrumentos de gestão da CMSV”. Conclui dizendo “ só se o MpD chegou a acordo com o PAICV “. E esclarece “ é verdade que nos encontramos com o vice-presidente do MpD. Mas não conseguimos sequer chegar a acordo sobre o deputado que deveria ocupar o cargo de secretário da mesa da Assembleia Municipal “. Sendo assim junto dos dirigentes da UCID prevalece a ideia que a UCID deve apresentar um nome para a eleição do próximo presidente da AM e esperar que o PAICV vote á favor e com isso mostrar ao MpD que o tempo das “vacas gordas acabou “.

Mas elementos da direcção local do MpD consideram que o que Jorge Santos disse faz sentido, pois acreditam que nem o “ PAICV, nem a UCID tem a coragem politica para provocarem eleições antecipadas “ Concluem dizendo que “ Monteiro sabe que se esticar muito a corda, esta vai partir-se para o lado da UCID”. Resta saber o que o PAICV pensa deste jogo de fitxe-ftxa entre os velhos aliados.

  1. antónio dos santos

    A questão é política e não aritmética. Na perspectiva aritmética, MPD tem 9 deputados:Paicv 7: Ucid 5. Claro que 7+5=12 contra os 9 do MPD faziam maioria. Não foi isso que o eleitorado disse a 1 de Julho. Disse que dava a vitória ao MPD mas que tinha que construir a maioria governativa com a UCID e/ou Paicv, no dialógo. MPD está fazendo isso. A UCID quer migalhas. Insiste alguns dos seus membros, no Secretariado da mesa por causa dos 80 contos mensais, mas o lugar é da confiança da Presidente.

  2. Gerry Ferreira

    A UCID faz muito bem. Basta de frete ao MPD. Este venceu pela margem minima, ou seja em 9 Vereadores tem 4 e conserva a presidencia da Camara. Em 21 deputados municipais tem 9 e quer ficar com a Pres. da Assembleia? Este é um negocio da CHINA. Depois de tudo o que se disse e se ouviu sobre suspeitas de corrupção estão com medo de uma mesa imparcial, isenta e fiscalizadora das actividades Camararias. Veremos que é democrata e aceita partilhar o poder. UCID está a defender os interesses da ilha.

  3. sandra

    eleições anticipadas vai já entrar na moda em CV. Cuidado.

  4. Gerry Ferreira

    Não tenho estado a perceber o sistema utilizado pela NN para moderar as partiipações dos leitores. A moderação não pode ser tendenciosa ou seja o NN não deve tomar partido neles. Nunca faço ataques pessoais nem ultrapasso os limites da boa cidadania.Talvez eu tenha que reenviar os meus comentarios censurados aos demais jornais online remarcando exactamente isso mesmo. É a 3º vez que tal acontece comigo. Comentei este artigo antes da Sandra que o fez às 11.46.

  5. Pedro Mendes

    Eu também estou de acordo que já é tempo de começarmos a equilibrar as coisas. A Câmara fica com o MPD. O Secretario e o Presidente da Assembleia deve ficar ou com a UCID ou com o PAICV. isto para evitar a monopolização por parte do MPD. Angula tu és intelegente, estudaste num grande instituto em ODESSA, já tens experiência e por isso não deixes ser levado por MPD, porque o Jorge Santos e outros dirigentes são muitos arrogantes( Querem a Presidência da Cêmara e da Assembleia e ainda o Secretario

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.