SISCAP: “exige reposição do serviço médico uma vez que as ilhas de São Vicente e do Sal prestam-no regularmente”

29/04/2015 08:10 - Modificado em 29/04/2015 08:10

electraO Sindicato da Indústria, Serviços, Comércio, Agricultura e Pesca (SISCAP) acusa a Electra Sul de violar alguns direitos dos trabalhadores. O Secretário Permanente do SISCAP, Joaquim Tavares, exige a reposição do serviço médico, uma vez que as ilhas de São Vicente e do Sal prestam o serviço regularmente. As denúncias foram feitas em conferência de imprensa, na cidade da Praia.

Joaquim Tavares disse à RCV que “a Electra implementou o serviço médico na empresa como forma de prestar assistência aos trabalhadores e aos seus familiares. Todavia, a mesma está suspensa há vários meses na ilha de Santiago.” Assim, o Secretário Permanente do SISCAP solicita explicações à Electra, visto que na ilha do Sal e São Vicente o serviço tem sido prestado com regularidade. Desta forma, Joaquim Tavares exige a reposição do serviço médico.

Mais denúncias foram feitas pelo Secretário Permanente do SISCAP que acrescenta que “a Electra tem violado o Código Laboral, isto porque tem excluído os benefícios do ACT assinado em 2005 e revisto em 2010 a trabalhadores contratados a partir de Junho de 2013”. Joaquim Tavares considera que se trata de uma infracção grave, visto que a única condição é estar o trabalhador sindicalizado.

Joaquim Tavares avança à RCV que “as reuniões com a Electra têm sido inconclusivas, logo ponderamos recorrer a outras formas de luta, nomeadamente o recurso à manifestação ou à greve” mas sempre em concertação entre o SISCAP e os trabalhadores.

  1. electricistas

    Se stadu ta violado lei, enton e pa toma medida, e mais trabalghadores de ELECTRRA tem estado ta trabadja sem materiais de segurança

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.