Moradores consideram que “vivem nas trevas“

28/04/2015 08:05 - Modificado em 28/04/2015 08:05

esperanca_luzMoradores da zona da Tchetchenia na Ribeirinha consideram que “vivem nas trevas” por causa da falta de iluminação pública na rua principal. Os entrevistados dizem que o problema tem sido uma das constantes reivindicações por parte dos moradores da Tchetchenia.

A iluminação pública tem sido um dos grandes problemas da população mindelense. Em várias zonas, os moradores continuam a reclamar do fraco ou nulo acesso à iluminação pública.

A rua principal da chamada zona da Tchetchenia, Ribeirinha, em São Vicente, uma das zonas mais problemáticas da ilha, encontra-se completamente às escuras há algum tempo, gerando um clima de insegurança.

Segundo uma da moradoras, Eugénia, a população da Tchetchenia vive momentos de trevas por causa da ausência total de iluminação na rua. Para a entrevistada, não existe segurança na zona mesmo quando há iluminação pública e a situação torna-se ainda mais complicada quando nenhum dos postos dispõe de iluminação.

Questionado sobre a tentativa de resolver o problema de iluminação, Neves, afirma que ligaram várias vezes para o número de assistência da Electra, mas a situação nunca melhorou deixando os moradores às escuras e com medo de sair à rua.

Almeida considera uma falta de respeito para com os moradores da Tchetchenia e diz que a zona é discriminada por parte das autoridades por ser uma zona baptizada como “a mais problemática da ilha”.

O mesmo acredita que “se a zona tivesse uma outra atenção por parte das autoridades, os jovens não se sentiam discriminados e não escolheriam caminhos da destruição, uma vez que também as autoridades têm uma fatia da responsabilidade e que a iluminação pública faz parte dos direitos básicos dos cidadão da Tchetchenia”.

Os moradores dizem estar inseguros, evitando sair à rua com medo de serem assaltados. A população da Tchetchenia apela a atenção dos responsáveis para resolverem o problema da electricidade que, segundo os mesmos, causa vários constrangimentos e insegurança.

  1. A iluminação Pública é um problema nos bairros, principalmente Ribeirinha em toda a sua extensão. É de suma urgência dotar esta zona de centenas de candeeiros, porque há muita necessidade desse bem precioso, tendo em conta que as pessoas estão com medo de sair à rua de noite, porque constitui um perigo à sociedade e que já é notório todos os dias pessoas agredidas pelos caçubodistas sacando os seus pertences. Pedimos com urgência a intervenção da Electra neste sentido.

  2. Quando lhes daba jeiro partir as lampadas todas paera assaltarem o pessoal ninguem se queixou! Quem reclama sao os mais velhor , para aquela escumalha de bandidos metralha que anda ai dalhes muito keito para roubarem e traficar droga,, ,

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.