Faltou às aulas para tratar cancro e foi expulsa da escola

27/04/2015 08:25 - Modificado em 27/04/2015 08:25
| Comentários fechados em Faltou às aulas para tratar cancro e foi expulsa da escola

raparigaUma menina de 12 anos passou mais de dois anos a lutar contra o cancro, tendo por isso faltado às aulas. A escola considerou que esteve demasiado ausente e expulsou-a. 

 

Rose McGrath frequentou a escola católica de St. Joseph, em Battle Creek, no Estado norte-americano do Michigan, desde sempre. Tem 12 anos. Venceu uma dura batalha contra uma leucemia linfoblástica. Ao fim de mais de dois anos de tratamentos agressivos, o cancro entrou em remissão. Agora, Rose não entende o que aconteceu.

“Não fiz nada errado, mas mesmo assim mandaram-me embora”, disse ao canal televisivo WWMT.

Segundo a escola, durante um ano letivo, Rose assistiu a apenas 32 aulas. Numa carta enviada aos pais, a direção explica: “Embora tenhamos feito ajustamentos significativos aos nossos padrões para ajudar a Rose na sua contínua incapacidade para cumprir os nossos requisitos, ficou claro que tais ajustamentos não são suficientes para que tenha a qualificação necessária para continuar na nossa escola”.

E comunica a decisão: “Estamos a dispensar a Rose da escola de St. Joseph devido à sua incapacidade de corresponder aos nossos padrões académicos e de assiduidade”.

A direção do estabelecimento de ensino católico sugere ainda que talvez Rose beneficie mais de um sistema de aulas em casa.

 

jn.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.