Obama evita palavra “genocídio”

24/04/2015 08:12 - Modificado em 24/04/2015 08:12
| Comentários fechados em Obama evita palavra “genocídio”

obamaO presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, descreveu, esta quinta-feira, o massacre de arménios durante a I Guerra Mundial como uma “terrível carnificina”, evitando o emprego da palavra “genocídio”.

“Os arménios do Império Otomano foram deportados, massacrados e levados para a morte. A sua cultura e património foram apagados da sua antiga terra natal”, declarou Obama, num comunicado com palavras cuidadosamente escolhidas. Os arménios recordam esta sexta-feira os 100 anos da morte de cerca de 1,5 milhões dos seus antepassados que viviam no Império Otomano durante a I Guerra Mundial, apesar das críticas da Turquia que continua a rejeitar o termo ‘genocídio’.

O papa Francisco usou, em meados deste mês, a palavra “genocídio” para descrever o massacre dos arménios pelas forças do Império Otomano durante a I Guerra Mundial, enfurecendo Ancara.

cm.pt

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.