Compra de ouro na rua: mindelenses sentem-se intimidados

1/08/2012 00:20 - Modificado em 1/08/2012 02:43

Os emigrantes da costa ocidental , residentes na cidade do Mindelo , que se dedicam a compra de ouro transformaram-se numa afronta para quem traz as suas peças de ouro visíveis. Vários cidadãos queixam-se da forma como são abordados por esses emigrantes apenas porque trazem um brinco ou um fio de ouro .

 

Ao NN disseram que são perseguidos e pressionados para venderem o ouro que usam. Simone Mendes considera que “as autoridades deveriam fazer alguma coisa em relação a essas pessoas, porque me sinto intimidada com a sua abordagem. Eles tentam convencer-nos a vender o nosso ouro de qualquer forma”. Joana Fonseca diz que “fui abordada muitas vezes , por esses emigrantes , por causa de um fio que usava no pescoço há vários anos. Tive de o tirar por medo ser agredida para tentarem obter esse ouro”

O NN conversou com Djali, emigrante africano, que afirma “nós somente tentamos conversar com as pessoas para ver se nos vendem o ouro”. Rejeita que intimidam e perseguem as pessoas para puderem o comprar as peças de ouro. Diz que “há pessoas que basta falar com elas que começam logo a dizer que não querem falar sem saber o que vamos dizer. Não fazemos mal a ninguém. Não somos ladrões”.

Esclarece que “é um negocio honesto . Compramos peças de ouro em Cabo Verde para ir vender na nossa terra ,pois ai conseguimos um bom preço que resulta num bom lucro”.

  1. Cidadao

    é falta de educaçao ver uma pessoa com uma coisa e pedir que se lho venda.

  2. Joaquim ALMEIDA

    Nao me creio que seja normal esta forma de negocio ( nas ruas de Sao Vicente- Mindêlo ) por estrangeiros, sem que se saiba se êles estao munidos de uma autorizaçao oficialemente delivrada pelas autoridades compentes do nosso pais ,Pelo menos pela ética acho que isso, nao é admissivel !.. Um Criol na Frânça ;Morgadinho !..

  3. Badia

    As autoridades devem tomar medidas urgentes pq senao kau mau. Tenho 1 amiga que foi de férias a SVicente e foi assaltada. Arrancaram-lhe o fio que tinha ao pescoço. Certamente esse ladrao vai vender o fio aos nossos amigos e vizinhos emigrantes africanos. Daqui a uns dias,si nu ka toma cudadu ti ropa na corpu és ta bira ta tranu. Açao policial é URGENTE CASSETE NA KENHI KI SATA TENTA PERTURBA COITADU KI TEM SI GRAN DI ORU. Sima nos tudu nu sabi coitadu ta cumpra e ta guarda si oru pa desafronta.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2018: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.