Desportos de salão: Praticantes acusam CMSV de dar atenção apenas ao futebol porque rende mais votos

16/04/2015 07:50 - Modificado em 16/04/2015 07:50
| Comentários fechados em Desportos de salão: Praticantes acusam CMSV de dar atenção apenas ao futebol porque rende mais votos

Polidesportivo em São Vicente1O Polidesportivo Municipal de Oeiras em São Vicente, no Monte Sossego, é o espaço para os desportos de salão. Porém, há algum tempo que os desportistas reclamam pelas más condições do mesmo e, com o recente lançamento da 1ªpedra para o arrelvamento   do campo de futebol na Ribeira de Craquinha, alguns perguntam se o futebol é o único desporto em São Vicente e apelam para que a CMSV “olhe por eles”.

Luís Silva, basquetebolista do Mindel Vet´s, afirma que é lastimável o estado do polidesportivo e enumera as más condições do espaço, nomeadamente  “iluminação deficientíssima“, placas estragadas há anos, tabelas sem protecção, piso que precisa de manutenção, tectos com buracos e janelas quase todas sem vidro. Perante este cenário de desagrado do desportista, o mesmo afirma que, enquanto isso, quase todos os anos a Câmara Municipal de São Vicente (CMSV) inaugura campos de futebol e, no entanto, não há dinheiro, pelo menos, para fazer a manutenção do Polidesportivo Municipal de Oeiras e questiona “será que em São Vicente o desporto é só o futebol? Será que quando todas as zonas tiverem um campo, o olhar muda para os desportos de salão? Será que estes não merecem respeito e consideração?”. Estas são questões e indignação colocadas no post no facebook de um desportista de basquete que sofre na pele o mau estado do polidesportivo. Délio Leite justifica “que o futebol é desporto rei, tem mais adeptos, logo, tem mais votos. Simples essa equação. Triste e lamentável”.

As culpas não recaem só nas entidades responsáveis, mas também nos gerentes dos espaços. “O gerente dessa infra-estrutura é o culpado, desde que o Poli Oeiras foi “largod” e ficou sem manutenção e, cada ano que passa agrava-se”, refere Nivaldo Mendes. Porém, há quem diga que todos os desportistas de Salão e os adeptos dos mesmos deveriam juntar-se para resolverem a situação. Contudo, Samir considera que o estado do polidesportivo é tão grave que necessita da intervenção da CMSV.

Polidesportivo em São VicenteFrancisco Santos, na sua declaração dirigida aos praticantes dos desportos de Salão diz que na época passada, a Ilha de São Vicente foi campeã nacional nas modalidades de Basquetebol, Voleibol, finalista vencido em Andebol e campeão em Futebol e, para conseguirem essas proezas, as equipas tiveram de travar uma grande batalha física, psicológica e financeira. “Para o futebol, foi-lhes atribuído diariamente um espaço próprio para a realização dos seus treinos sem custos, foi entregue um subsídio a cada equipa (alguns de 200.000$00) e a ARFSV recebeu o seu subsídio anual. Acredito que todos esses valores arrecadados pelo futebol não chegam para muita coisa tendo em conta os custos que têm por época. Iniciou-se ou vai-se iniciar a construção do campo de futebol na Ribeira de Craquinha com o valor a rondar os 27.000.000$00 que acho muito bem tendo em conta o valor social que levará para essa zona. Lembra que no passado recente foi inaugurado o campo de Chã de Alecrim, o campo de Monte Sossego, o campo da Bela Vista e o novo relvado do Estádio Adérito Sena.

Com todas essas obras e gastos com o futebol, pergunto: só o futebol é que é desporto nesta terra?”. Mas Francisco assegura que o certo é que os praticantes e dirigentes vão continuar a lutar e a fazerem o melhor para o bem do desporto de Salão.

O NN  está a tentar ouvir a reacção da CMSV a estas criticas

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.