Filú não fica com ETCP órfão e encomenda a missa de sétimo dia

14/04/2015 07:44 - Modificado em 14/04/2015 07:44

felisberto vieiraO líder  da  bancada parlamentar do PAICV , Felisberto Vieira , também chamou a imprensa para anunciar a morte anunciada do Estatuto de Titulares de Cargos Políticos. Para Filú não há condições nem do ponto de vista institucional, nem político e muito menos emocional para se avançar com o processo”. Trocando por miúdos  :  Filú não ficou com um ETCP órfão de mãe,  pai e  “passageiro” e tratou de encomendar a missa do sétimo  dia .  Mas defende que “É doloroso que o trabalho feito até este momento, de uma forma abrupta chegue a este fim.

Penso que a democracia parlamentar sai a perder, o estado de direito de Cabo Verde sai a perder. É assim a vida política, vamos continuar em defesa da democracia e da cidadania “ , Mas o líder parlamentar  do PAICV sabe que na verdade e  em termos  políticos ele é o maior  derrotado nesse processo. Começou por não acatar as instruções da direcção do seu partido aprovando o diploma e termina como coveiro  de um  diploma  que se pavoneava de ter conseguido a unanimidade no Parlamento .

Questionado sobre as declarações do líder do MpD  que  alega que “Não há condições políticas no processo de aprovação, nem para a sua revisão, tendo em conta a situação interna do PAICV, porque não temos um interlocutor válido” . Vieira  desvaloriza dizendo que “ já estamos em ambiente de pré-campanha eleitoral.“

  1. P. SANTOS

    FELISBERTO VIEIRA pensa que que a democracia parlamentar sai a perder, o estado de direito de Cabo Verde sai a perder. Felizmente os cabo-verdianos saiam a ganhar, principalmente a classe que vive na pobreza extrema e que não recebem a solidariedade dos Partidos Políticos. Os partidos políticos já transformaram Cabo Verde em 2 Estados. Um Estado pobre dentro de outro Estado rico formada por capitalistas.

  2. geronimo

    Filu ja devia ter abandonado a politica faz tempo. Quero bem-bom do salário isso sim

  3. José Rodrigues

    Ó, Filú, agora não vale a pena chorar sobre o leite derramado. Tu e, os teus pares, tiveram tempo, não fora essa sofreguidão em fazer passar o famigerado Estatuto, para refletirem e pensar no mal que iam causar ao POVO e, ao Estado. Não o quiseram assim, agora é chuchar o dedo. Pergunta ao Ulisses, como é que ele conseguiu dar essa grande cambalhotona sobre esse enorme trampolim que vos surgiu pela frente.

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.