HBS: Paciente aguarda há 6 meses para marcação de consulta de ortopedia

10/04/2015 07:56 - Modificado em 10/04/2015 07:56

Hospital Baptista Sousa_2O paciente Tomás da Luz diz estar há seis meses a tentar marcar uma consulta de ortopedia no Hospital Baptista de Sousa, mas sem sucesso. A resposta que o paciente tem recebido é que o médico se encontra de férias.

Tomás da Luz é funcionário da área do saneamento da Câmara Municipal de São Vicente, há alguns anos. O paciente convive com um quisto no pé e deverá ser submetido a uma cirurgia e está à espera de uma consulta com um especialista em ortopedia há seis meses.

Tomás da Luz tem todos os exames solicitados pelos médicos prontos e há mais de seis meses o mesmo não consegue marcar a sua consulta, pois teme que a consulta seja marcada tardiamente uma vez que tem vindo a sofrer muitas dores num dos pés que lhe dificultam o exercício do seu trabalho.

Conforme conta o entrevistado, no seu trabalho é obrigado a utilizar botas o que lhe provocam muitas dores na perna. Indignado, o utente diz perder as contas das vezes que se deslocou ao Hospital para tentar marcar a consulta.

Tomás diz que todas as vezes que se desloca ao Hospital, os funcionários pedem-lhe para regressar no mês seguinte alegando que o médico se encontra de férias ou porque ainda não há marcações.

A última informação que teve é que as marcações da consulta de ortopedia apenas iniciam no próximo mês de Maio. O paciente que diz estar desde o mês de Novembro a tentar marcar a consulta no Hospital, mostra-se impaciente e considera ser uma situação que “empurra um paciente para as clínicas privadas”, por ser uma situação insustentável.

Sem condições para recorrer a uma clínica particular, o paciente diz “socar corda na cintura” para conseguir o dinheiro e pagar uma clínica particular, porque se esperar por uma consulta no Hospital o doente morre sem conseguir realizá-la.

O mesmo questiona, “como é possível um paciente esperar seis meses apenas para marcar uma consulta e nem sequer sabe quando conseguirá fazê-lo”.

“A demora na marcação das consultas  faz com que os  pacientes  fiquem descontentes e deixem de se alimentar para angariarem dinheiro para conseguirem uma consulta numa clínica particular”, avança Maria Paulina, uma mulher de 69 anos que se encontrava no centro de marcações de consultas no Hospital Baptista de Sousa.

A mulher diz ter uma lesão no pé direito que lhe dificulta quando caminha e não consegue estar muito tempo de pé, mas é obrigada a permanecer bastante tempo de pé aguardando a sua vez para marcar a sua consulta. Paulina diz esperar e desesperar pela marcação da consulta. Não tendo condições para efectuar uma consulta particular, resta-lhe esperar pelo Hospital apesar de ter de enfrentar ainda uma longa fila de espera.

  1. carla

    A minha mãe aguarda à 14 meses uma consulta de ortopedia no HAN – Praia

  2. cv

    Fazem assim,para que as possoas possam pagar dinheiro as clinicas particulares,famintas.Cambada de BANDIDOS!!!!!!!

  3. pantera

    Apanhei um entorso e o meu pe esquerdo foi engessado no dia 6 de janeiro e o ortopedista deu-me um papel para fazer a marcação de consulta e tirar o gesso em 4 semanas. Acontece q tirei o gesso no dia 9 de Fevereiro por um servente, a conduta só seria feita no dia 19 de Março. Infelizmente hj dia 11 de Abril a consulta de ortopedia ainda não foi feita, alegando que foi adiado por tempo indeterminado por falta de médicos. O meu pé até hj só foi visto pelo servente, aguardando ainda pela consulta.

  4. roxana aguilera

    Oia como o filho de jmn foi evacuado , mesmo q estava bem nas palabras da D.C do HAN , oia como esses ECP dan tratamento VIP aos diputados , sim tratamento diferenciado do povo nos cuidados de saude para o extranjero , discriminacion legal por casta !!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.