Petição pública online apela ao veto do PR

1/04/2015 08:27 - Modificado em 1/04/2015 08:48

petição publicaOs cabo-verdianos saíram às ruas para manifestarem o  descontentamento com o novo Estatuto dos Titulares dos Cargos Políticos (NETCP). Para além desta medida, também está a circular uma petição pública online que apela ao veto do novo estatuto por parte do Presidente da República e solicita a assinatura dos adeptos para a não promulgação do NETCP.

Os cidadãos mostram-se decepcionados com a classe política de Cabo Verde devido à aprovação por unanimidade do novo Estatuto dos Titulares dos Cargos Políticos, pelo que está a decorrer uma petição pública online no sentido de angariar o maior número de assinaturas a favor do veto do NETCP. A petição está endereçada ao Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca.

“Estamos perante uma situação em que a população deve entender o que está em jogo, pois temos uma classe política arrogante, pretensiosa e única, exclusivamente virada para as suas próprias preocupações. Esperamos que o protesto se estenda a todo o arquipélago. Neste sentido, O POVO CABO-VERDIANO exige que o Presidente da República de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, actualmente em Portugal em visita às comunidades na diáspora, use o poder de veto contra a proposta de lei”, refere o post colocado na petição.

A petição pública online defende que “em causa está o aumento de 64% do salário do Presidente da República de Cabo Verde, que passou de 170.000 para 280.000 escudos, montante a que passam a estar indexados os restantes salários dos titulares de cargos políticos – Parlamento, Governo e eleitos municipais. Cálculos feitos pelo jornal cabo-verdiano ‘A Semana’ indicam que a “actualização salarial” que vigorará a partir de 01 de Janeiro de 2016 custará anualmente mais de 200 milhões de escudos (1,8 milhões de euros), valor “não oficial”, igual a 4,1% das despesas no Orçamento do Estado para 2015 (43 milhões de euros)”. Acrescenta ainda que várias classes profissionais em Cabo Verde como os polícias, os professores, os trabalhadores dos portos, alfândegas e da administração pública têm exigido melhores condições de trabalho e aumento salarial e não têm sido atendidos por causa das condições financeiras do país, sem contar com a alta taxa de desemprego (a rondar os 16%).

A petição pública online solicita o apoio dos cabo-verdianos e pede a assinatura de todos para que possa ser entregue ao Presidente da República. A petição já conta com 3596 assinaturas.

  1. Jairson Lopes

    Simplesmente um atestado de ignorância aos Cabo verdianos…

  2. MATEUS ANDRADE FREIT

    Espero que o Presidente da Republica veto o recente estatudo aprovado pelos deputados!
    Pois, é inaceitavel que o mesmo va a frete… Maioria dos trabalhadores deste Pais ganham miseria. Empresas fechando as portas por falta de recursos por má politica dos nossos representantes, e mais, penso que os deputados no geral não tem amor pelo nosso País, eles serve da politica para proveito proprio. Para mim Cabo Verde precisa de um novo partido com vocação Humanistica e honesta para dirigir o País…

  3. MATEUS ANDRADE FREIT

    Espero que o Presidente da República veto o recente estatuto aprovado pelos deputados!
    Pois, é inaceitável que o mesmo vá a frete… Maiorias dos trabalhadores deste Pais ganham miséria. Empresas fechando as portas por falta de recursos por má política dos nossos representantes, e mais, penso que os deputados no geral não têm amor pelo nosso País, eles serve da política para proveito próprio. Cabo Verde precisa de um novo partido com vocação Humanística e honesta para dirigir o País…

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.