Pai de aluna assediada por professor da Escola Jorge Barbosa indignado com a direcção

31/03/2015 07:27 - Modificado em 31/03/2015 07:27

liceu jorge barbosaPai de uma aluna do 7º ano da Escola Secundária Jorge Barbosa que diz ser assediada por um professor dentro da sala de aula mostra-se indignado com a direcção do liceu  que nada fez para punir o professor.

Uma aluna do 7º ano da Escola Secundária Jorge Barbosa em São Vicente, diz ser assediada pelo seu professor e de conviver com frequentes comportamentos de desrespeito por parte desse professor para com as alunas.

Descontente com a situação, desabafou com o pai que prontamente se dirigiu à direcção da escola a fim de esclarecer o assunto. Segundo o pai, foram realizadas reuniões com o professor e com a direcção mas este negou os factos.

Indignado, o pai da aluna diz que apesar de ter conversado com o docente acusado de assédio sexual, de ponderar a situação e desculpar o docente uma vez que não foi para além do assédio, a direcção agiu com frieza tentando abafar o caso uma vez que não tomou qualquer medida.

O encarregado de educação mostra-se indignado com a direcção da escola porque a mesma não fez nada para punir o professor que afirmou que poderia ter feito as coisas de que estava a ser acusado, mas nunca intencionalmente.

O caso ocorreu na semana passada e várias outras alunas confirmaram a este online terem sido assediadas várias vezes por professores desta instituição de ensino. A questão do assédio sexual no meio escolar foi abordada várias vezes por este informativo.

Para o pai da aluna, a situação é preocupante. Os pais devem estar atentos e denunciar este tipo de comportamento que, infelizmente, acontece no ambiente escolar.

Embora o assédio sexual seja pouco falado, a sua prática parece ser muito maior. A questão continua escondida, as vítimas dizem ter medo de represálias, motivo pelo qual não denunciam, apesar de ser frequente em várias instituições.

Apesar da escola ter proibido o uso das mini saias, isso não diminuiu nem impediu que as alunas fossem vítimas de assédio sexual por parte dos seus professores. A direcção da Escola Secundária Jorge Barbosa prefere não comentar o assunto e diz que são apenas especulações.

  1. Lili

    as alunas sao menores de idade.. muito cuidado, porque hoje em dia as alunas ao saberem do direito delas elas se organizam para derrubar professores.

  2. helder

    xtorinha mal contada

  3. mateus

    Essa história está mal contada porque:
    1) o professor nunca iria assediar um grupo de alunas, e um único encarregado de educação foi quem apresentou queixa.
    2) O correcto seria que todos os pais denunciassem este caso a comunicação social.
    3) A direcção da ESJB de certeza expulsava o docente, pois isto revela que o docente teria que responder ao tribunal de Justiça.
    4) Tratando de uma única aluna a apresentar queixa, para um acto praticado a um grupo cai a veracidade do caso

  4. ex aluna

    Ja fui aluna e sei k normalmente são as alunas k provocam os professores, mesmo tb os alunos com as professoras.

  5. roxana aguilera cald

    nao dejen esto ir mas longe ,e’ perigoso para ambas partes .nta avisab

  6. cristalina

    Eu acho que para evitar esse tipo de coisas “assedio sexual” s 1º 0 Ministerio de educaçao devia exigir uniformes decentes para os alunos ou melhor o tamanho universal para todas as escolas de CV sejam elas primarias ou secundarias , pois tem-se ouvido falar de assedio tambem nas escolas primarias ou até mesmo de violações 2º Os pais e encarregados de educação deveriam impedir que suas filhas fossem para a escola de mini saias, pois muitos nem sequer vêm suas filhas saindo de casa quanto mais.

  7. eva

    Sra ministra ou responsaveis do ministerio tomem medidas ja e hora.
    Vamos começar pelas escolas primarias a exigir no tamanho das batas
    Eu pergunto porque será que mães deste pais ja não zelam pela postura das filhas
    Voces ja repararam o tamanho das batazs que as alunas do primario usam? “Justim debos de polpa” em criolo para entenderem bem. depois vem a comunicaça social se queixarem exijam trajes decentes aos vossos filhos antes de sairem de casa.

  8. maria rosa

    Sra. ministra ou mudam os uniformes so para calças ou entaõ dê intruçoes as escolas para medidas ou melhor tamanho standard das saias (altura dos joelhos) escola não é lugar de se exibir pernas e rabo mas sim lugar de respeito quem quiser exibir que o faça fora da escola .

  9. professor

    as direçoes das escolas tambem teem algo a dizer. devem exigir não só o tamanho das saias mas tambem exigir que os uniformes sejam iguais , não cada um com o seu modelo de saia. Que eu saiba as alunas deveriam usar saiacalça mas muitas vêm usando saia normal. E so ver quando ha algum vento como ela s nem se importam em desce-las .

  10. luis

    Kol estora bsot txema kes professora atenção tambe mas ses traje kes ta ba bestid. Uns ta bai ke peito a mostra outras ta bai de mini saias ta exibi perna.
    Es tambe tem exemplo pa da na sala de aula ou não sra. ministra cada um ba da show na praça ou na boat. exemplo ta começa e na mas grande amdjor na kesw ke tem responsabilidade de transmiti valores

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.