Alcoolismo – Um Caso de Saúde Pública

27/03/2015 07:23 - Modificado em 27/03/2015 07:23

alcool2Num país onde a penúria teima em persistir, em que o alcoolismo teima em destruir famílias e que o grogue teima em ceifar vidas é imprescindível enunciar o seguinte:

Há muito que é sabido que, o consumo compulsivo e descontrolado de bebidas alcoólicas, implica irremediavelmente proporções negativas, na saúde, nas relações afectivas, no papel social etc…

O alcoolismo segundo consta, é uma das sete primeiras causas de morte no país e, no sentido de combater o flagelo, as autoridades têm vindo a levar a cabo uma série de actividades para sensibilizar a população dos malefícios do álcool.

Acontece que, num país assolado pelo desemprego (principalmente entre as camadas jovens), o alcoolismo ganha mais força. Acresce ainda, o facto de que, a produção e o consumo de bebidas de ma qualidade são apontados pelas autoridades como uma das principais causas do aumento do consumo de álcool em Cabo Verde. Por outro lado, o baixo preço de compra de diversas bebidas em nada ajuda na resolução, ou diminuição deste problema que cresce, dia após dia.

A industrialização ceifou a qualidade das bebidas alcoólicas em Cabo Verde, principalmente do Grogue. As substâncias adicionais e muito prejudicais à saúde que vem fazendo parte da sua produção só vieram a danificar o que de bom se produzia em Cabo Verde em tempos que já la vão.

A produção e o consumo desta bebida de má qualidade são apontados pelas autoridades como uma das principais causas do aumento do consumo de álcool em Cabo Verde e que, de acordo com um relatório recente da Organização Mundial da Saúde (OMS), “atinge níveis acima da média africana”.

Antigamente a cana de açúcar era muito utilizado para produzir o grogue, o mel. Hoje, com a introdução do açúcar, esta bebida sofreu enormes alterações.

Convém realçar que, a inércia na criação de leis constitui também um entrave na diminuição do problema pois, a meu ver a legislação carece de fortes mutuações.

Creio que a solução passa essencialmente pela consciencialização por parte da população que muitas vezes preocupa mais com o preço do que a qualidade. Ainda aos produtores que vem o lucro fácil como principal objectivo.

Porém, não existem soluções mágicas e rápidas, tal como cada indivíduo não ficou dependente do álcool em duas semanas, também não se recuperará em duas semanas. É um processo que vai demorar muito tempo, meses, às vezes anos ou até mesmo a vida inteira.

Nilton Sousa

Relações Públicas e Secretariado

Email: niltonsousa@hotmail.com

  1. Mindelense

    Antigamente a cana de açúcar era muito utilizado para produzir o grogue, o mel. Hoje, com a introdução do açúcar, esta bebida sofreu enormes alterações. Descaramente des produtores de grogue um bando de aldrabões é kta prei t mata cuitot.

  2. Paula Andrade

    Sinceramente es problema de alcoolismo tem ganhot proporções inadmissíveis e pior kum kta t oia cosa te melhora pelo contrário de tut te piora!

  3. zaidy

    Bem dzit amigo tocha. No tem k começa de preocupa kes problema. De facto es juventude t perdid n meio de bebidas!

  4. Ema Rodriges

    Fabricar o alccol adicionado de produtos “desconhecidos” é um atentado à Saùde Pùblica que é da alçada do Governo. Sem medidas dràsticas para com os irresponsàveis dessa fabricação não se pode fazer nada. Portanto, antes do mais, deve-se ir à fonte (a fabricação) que envia esse produto para o estrangeiro. Não minto vos dizendo que alguém da minha familia teve a desagradàvel surpresa de copnsumir um càlice (como digestivo) e esteve 48 horas sofrendo a ponto de ir ao hospital na cidade de Paris.

  5. Bosss

    Boa chamada de atenção. De facto o problema do alcoolismo esta a vista de todos!

  6. Baptista

    Infelizmente esse é flagelo do século, mas que as autoridades e, também pessoas com responsabilidades – dizem – não tão aí! Pensam só no lucro e o resto que se lixe! Como dizes e bem, o alcoolismo implica irremediavelmente proporções incriveis como a saúde… no lar… na vida social, etc. Vamos à luta, mesmo contra as nossas para o bem da sociedade” Porque uma sociedade sã… ambiente sã… amizade sã””

  7. Spinola Santos

    A luta contra o alcoolismo tem que ser levado a sério. Portanto, boa chamada de atenção! Espero que os governantes tenham atenção nesse problema e que começam a fiscalizar a produção principalmente do Grogue!

Os comentários estão fechados.

Publicidades
© 2012 - 2017: Notícias do Norte | Todos os direitos reservados.